Notas


21 Fev 2020

Do elitismo à democracia da pipoca: pesquisadores relatam avanços do Carnaval

Do elitismo à democracia da pipoca: pesquisadores relatam avanços do Carnaval Uma das marcas do Carnaval de Salvador é a mistura de diferentes classes, idades e crenças nas ruas unidas pelo mesmo objetivo: a diversão. A festa surge por volta do século XVII na cidade com uma segregação entre ricos e pobres, situação que permanece no século XIX com o Carnaval de salão, realizado em locais restritos como o Teatro São João, na Praça Castro Alves, importando o modelo europeu.
 
A coisa começa a mudar com os desfiles nas ruas de cortejos, pessoas mascaradas, caretas e afoxés, por volta de 1946. E toda essa diversidade consolida-se com a criação do trio elétrico em 1950, artefato que arrasta uma multidão pelas ruas do Centro da cidade e que completa 70 anos nesta folia.
 
Para Pedrinho da Rocha, criador do abadá, um dos momentos que mais marcaram a relação dele com a folia foi o da fantasia. Ele conta que ainda na infância, nas décadas de 1960 a 1970, era muito comum que as pessoas saíssem no Carnaval fantasiadas. “Eram várias fantasias. Algumas metiam medo na gente, como as de gorilas. As pessoas saíam e a gente não sabia quem era. Às vezes eram vizinhos e a gente desconhecia. Então esse lado lúdico no carnaval para mim é o que mais me marcou”.
 
Ainda hoje, para o designer, ilustrador e publicitário, a fantasia tem a sua importância – ainda que não ocorra com a mesma frequência que outrora – e merece ser preservada. “De certa forma, eu acho que o Carnaval é fantasia em todos os sentidos. Quando você se fantasia fisicamente, você cria também uma fantasia do ponto de vista psicológico, que é libertadora. Esse é o grande lance da festa”, afirma.
 
Aos 65 anos, o vice-reitor da Universidade Federal da Bahia (Ufba) e pesquisador do Carnaval, Paulo Miguez, destaca como um dos momentos mais marcantes a chegada da Caetanave à Praça Castro Alves, após ter subido a Ladeira da Montanha, em 1972. “Foi uma belíssima homenagem feita por Orlando Tapajós a Caetano Veloso, que estava retornando do exílio em Londres. As pessoas todas que ali estavam ficaram extasiadas com o gesto e a beleza do trio. Esse momento único só reforçou a minha paixão pelo carnaval e pelo trio elétrico”.
 
Outros momentos importantes em destaque são aqueles relacionados ao desfile dos blocos afros. “São experiências fabulosas e imperdíveis ver o Olodum subir a ladeira do Pelourinho no seu primeiro dia de desfile, uma sexta-feira; ver a saída do Ilê Aiyê no Curuzu; ver o bloco do Afoxé Filhos de Gandhy descer a Rua Chile, atravessar para a Praça Castro Alves e pegar a Rua Carlos Gomes, formando um imenso tapete branco; e ver a elegância refinada do desfile do Cortejo Afro com o rigor próprio dos rituais”, diz.
 
Democrático – Como produto cultural e artístico, o Carnaval se reinventa de tempos em tempos. Houve um período em que os blocos se organizaram como empresa, começaram a vender abadás e se tornaram a grande atração da folia, tendo como principal ativo o artista, a partir de meados de 1980 até 2010. Atualmente, o que se vê é um movimento de retorno ao Carnaval sem cordas de trios independentes.
 
“Hoje, eu vejo que está acontecendo uma pressão da sociedade para ganhar espaço na avenida. As cordas dos blocos tomavam 80% do espaço da rua e deixavam o folião sem espaço para brincar. Até os próprios responsáveis pelos blocos foram se conscientizando. Foi crescendo o Carnaval pipoca”, afirma Nelson Cadena, pesquisador sobre o carnaval e festas populares.
 
A intenção não é extinguir os blocos, mas fazer com que a festa conserve o caráter democrático que adquiriu ao longo dos tempos com espaço para todos, tanto para o folião de blocos e camarotes, como para o folião pipoca e para aqueles que preservam e exibem suas tradições na beleza dos blocos afros que desfilam pela cidade. Para os pesquisadores, é justamente esse caráter democrático que atrai e encanta foliões de Salvador, da Bahia e do mundo. 
 
Foto: divulgação. Siga o insta @sitealoalobahia.

 


21 Fev 2020

Lançamento da BP Money contou com gravação do podcast Stock Pickers na Arena Fonte Nova

Lançamento da BP Money contou com gravação do podcast Stock Pickers na Arena Fonte Nova A Arena Fonte Nova foi o local escolhido para o lançamento da BP Money, braço aplicacional do Grupo BP Investimentos, considerado o maior escritório credenciado à XP Investimentos no Norte/Nordeste que atualmente tem mais de 1,7 bilhão sob assessoria. A BP Money será uma empresa que  vai preparar cursos, palestras, eventos e encontros para trazer informação sobre o mercado financeiro.
 
Os clientes e convidados que lotaram o auditório assistiram às palestras de Lucas Colazo e Matheus Soares. Também estiveram presentes Guilherme Abbud e Daniel Reichstul. Um dos pontos altos da tarde foi a gravação do 40º episódio do podcast Stock Pickers, com os apresentadores Renato Santiago e Thiago Salomão. Reunindo gestores, analistas, traders e investidores em um debate sobre mercado e seus movimentos, o Stock Pickers é o maior podcast sobre ações do Brasil. 

   
 

21 Fev 2020

Ocupação hoteleira de Salvador no Carnaval já é 10% maior em comparação a 2019

Ocupação hoteleira de Salvador no Carnaval já é 10% maior em comparação a 2019 No primeiro dia oficial do Carnaval de Salvador, a ocupação média nos principais hotéis da cidade já ultrapassa 80%, percentual 10% maior em comparação ao mesmo período do ano passado. Os índices acima do esperado para a quinta-feira (20) de folia foram comentados pelo secretário de Cultura e Turismo, Cláudio Tinoco, durante o balanço do primeiro dia do Carnaval 2020, nesta sexta-feira (21).

“Já começamos muito bem. Tivemos ontem uma taxa que nos surpreendeu para primeiro dia. A gente sabe que ainda não é feriado, mas já estamos com os hotéis cheios e a cidade bastante movimentada. É a partir da noite de hoje (21) e de sábado (22) que os turistas começam a chegar à cidade e, com certeza, essa taxa de ocupação chegará a 95%”, no mínimo”, assegurou o secretário.
 
Segundo ele, os índices de ocupação hoteleira estão sendo monitorados pelas entidades ligadas ao segmento. Tinoco fez questão de citar que já existem hotéis que estão 100% ocupados, a exemplo do Monte Pascoal Praia Hotel, na Barra, que foi fechado pela cantora Ivete Sangalo para hospedar toda sua equipe de trabalho.

 

21 Fev 2020

Fotógrafo Bob Gruen vai desembarcar no Brasil

Fotógrafo Bob Gruen vai desembarcar no Brasil
O fotógrafo norte-americano Bob Gruen vai desembarcar no Brasil em março. Responsável por registrar o dia-a-dia do cantor John Lennon, ele irá participar da inauguração da exposição "John Lennon em Nova York por Bob Gruen", que celebra os 80 anos do artista e fica em cartaz no Museu da Imagem e do Som, em São Paulo

Foto: Reprodução. Siga o insta @sitealoalobahia
 

21 Fev 2020

Atrizes deixam mordomia de lado e são flagradas curtindo a pipoca do bloco Os Mascarados

Atrizes deixam mordomia de lado e são flagradas curtindo a pipoca do bloco Os Mascarados
Além dos trios e camarotes, tem gente que não resiste e prefere curtir o Carnaval no chão. É o caso de Fe Paes Leme e Giovana Lancelotti, que ontem à noite, na Barra, foram flagradas curtindo o desfile do bloco Os Mascarados, que contou com show de Margareth Menezes.

Cerca de 30 mil pessoas prestigiaram o desfile, que contou com patrocínio da Prefeitura Municipal de Salvador.

Foto: Elias Dantas / Alô Alô Bahia. Siga o insta @sitealoalobahia.

21 Fev 2020

O destino de Carnaval de Aline e Duda Mendonça

O destino de Carnaval de Aline e Duda Mendonça

O publicitário Duda Mendonça, que sempre considerou o Carnaval um grande negócio, preferiu, esse ano, fugir dos festejos momescos. Embarcou com a esposa, Aline, para a Polônia. De lá, o casal segue para a Espanha.

Foto: Divulgação. Siga o insta @sitealoalobahia.


21 Fev 2020

Pabllo Vittar lança "Amor de Que" em ritmo de marchinha de Carnaval

Pabllo Vittar lança "Amor de Que" em ritmo de marchinha de Carnaval A cantora Pabllo Vittar, que vai desembarcar na folia baiana na segunda-feira (24), no Circuito Barra/Ondina, já está em ritmo de festa. A artista preparou uma nova versão do hit "Amor de Que" em ritmo de marchinha de Carnaval, interpretada pelo Bloco Casa Comigo, que promete fazer sucesso entre os foliões. Play!
 
 

21 Fev 2020

O carnaval de Biga Suarez

O carnaval de Biga Suarez
Biga Suarez foi prestigiar, nessa quinta-feira (20), a abertura oficial do Carnaval de Salvador 2020. Assistiu toda a movimentação do apartamento de Marcelo Kruschewsky, no edifício Oceania, em frente ao Farol da Barra.

Foto: Redes sociais. Siga o insta @sitealoalobahia.


21 Fev 2020

Saltur avalia que Carnaval começa forte tanto na orla quanto no Centro

Saltur avalia que Carnaval começa forte tanto na orla quanto no Centro A entrega das chaves do Carnaval ao Rei Momo e a abertura da folia, com a apresentação de Carlinhos Brown e do Movimento Percussivo Timbaleiro Drummers, no Circuito Dodô (Barra/Ondina), nesta quinta-feira (20), deu a largada para a maior festa de rua do planeta. Para Isaac Edington, presidente da Empresa Salvador Turismo, que organiza a festa, foi um inicio de folia que vai ficar marcado na memória de todos que estiveram presentes.

“Abrimos o Carnaval com chaves de ouro, tanto na Barra como aqui no Centro. Tivemos grandes estrelas em ambos os circuitos. Trabalhamos muito para que a quinta-feira no Campo Grande fosse brilhante e foi. Trouxemos grandes nomes que também abrilhantaram o primeiro dia de folia no Centro”, destacou.

Ainda com relação ao Circuito Osmar, o presidente da Saltur lembrou sobre o projeto Pôr do Sol da Castro Alves, deste sábado a terça-feira. Com uma visão privilegiada, o público vai contar, no projeto, com as apresentações de nomes como Moraes Moreira, Davi Moraes, Baby do Brasil, Paulinho Boca e Armandinho.