😷

infectados

😔

mortes

🙂

recuperados

19 Jun 2020

É aconselhado investir durante a pandemia? Fizemos essa e outras perguntas aos especialistas. Vem ver!

É aconselhado investir durante a pandemia? Fizemos essa e outras perguntas aos especialistas. Vem ver! Giovanni Puonzo, Leonardo Souza e Nicolau Eloy. 

Os efeitos da pandemia do novo coronavírus no setor econômico têm estado no centro das discussões em toda a sociedade, pois uma retomada nesta área demandará esforços de diversos agentes.
 
Para sanar algumas dúvidas a respeito deste tema e discutir os impactos da atual crise no setor de investimentos, a Alô Alô Bahia conversou com a BP Investimentos, maior empresa credenciada à XP Investimentos no Nordeste. Vem ver!
 
Alô Alô Bahia: A retração econômica provocada pelo isolamento social afetou os investimentos? De que forma?
 
BP Investimentos: As medidas de isolamento social impactaram fortemente a oferta e a demanda por bens e serviços, desorganizando as relações de trabalho, produtivas, de comércio de crédito, provocando pânico nos investidores e gerando um ambiente conturbado e de incertezas. Nesses momentos de crises geralmente acontece o fenômeno conhecido como “flight to quality”, que é quando os investidores vendem ativos de maior risco e compram ativos mais seguros. Nesse movimento, vimos a cotação do dólar disparar e ser negociado próximo a R$ 6 reais. Já o ouro acumula uma alta próxima a 40% no ano. Por outro lado, os ativos de renda variável sofreram grandes perdas. O Ibovespa, nosso principal índice de ações, acumula uma queda de 30%, e o IFIX, principal índice de fundos imobiliários, tem um recuo de 20%. A própria renda fixa, que é uma classe de investimento mais segura, também sofreu com a remarcação negativa dos títulos. Para se ter uma ideia, mesmo com a SELIC em torno de 3%, o governo tem emitido títulos com taxas acima de 7.5% ao ano pré-fixado. 
Vale ressaltar que outros fatores, como a crise do petróleo entre Rússia e Arábia Saudita, e a tensão política no Brasil, também contribuíram para esse ambiente de incerteza. 
Por isso, o ideal é sempre montar uma carteira de investimentos diversificada para enfrentar todos os cenários e ter uma boa rentabilidade no longo prazo.
 
AAB: É aconselhado começar a investir mesmo com o cenário incerto pós-pandemia?
 
BP: Sim. Sempre temos que investir, seja para garantir uma tranquilidade financeira ou possibilitar a realização de sonhos. Em ativos de risco, como ações e fundos imobiliários, o ideal é investir pensando em longo prazo, num período acima de 5 anos, pois a organização para um período maior permite uma melhor diversificação de carteira e, com isso, obter maiores ganhos e menos riscos. Com essa visão, o investidor terá menor chance de reagir a impulsos emocionais diante perdas momentâneas.
 
AAB: Quais são os modelos mais seguros para quem deseja investir?
 
BP: Não gostamos de um modelo pronto. O ideal é sempre diversificar e escolher os investimentos de acordo com o perfil do investidor e o ciclo de vida que se encontra. Por exemplo, para as pessoas mais jovens, o ideal é alocar uma parte na renda variável para obter maiores retornos, pois tem um horizonte maior de investimentos. Já para as pessoas mais idosas, o foco tem que ser na preservação do capital, e focar em investimentos de renda fixa que supere a taxa básica de juros e a inflação. Para quem está começando a investir, o ideal é procurar um assessor de investimentos que te ajudará na definição do seu perfil, na montagem da carteira de investimentos e fazer esse acompanhando ao longo do tempo, pois o mercado é dinâmico e vai precisar de alterações ou balanceamento da carteira.
 
AAB: Como a BP presta assistência a novos investidores?
 
BP: O mais importante para nós, da BP Investimentos, é prestar um atendimento personalizado para entender o perfil de cada cliente, pois cada pessoa tem o seu momento de vida e objetivos. Assim, cabe aos assessores identificar e sugerir as melhores opções de investimentos, além de fazer o acompanhamento dessas aplicações junto aos clientes ao longo do tempo. Além disso, criamos a BP Money (https://bpmoney.com.br/) com o intuito de informar e capacitar melhor (através de palestras, cursos e lives) as pessoas que possuem interesse em investir. Como antes de dirigir um carro precisamos aprender os conceitos básicos, nos investimentos também precisamos começar a prática de forma lenta e progressiva, já que não estamos falando de uma corrida de 100m e sim de uma maratona. 
 
AAB: Como avalia a experiência do trabalho remoto? Vocês estudam essa modalidade de forma permanente para os colaboradores da empresa?
 
BP: Com a impossibilidade da reunião presencial com os clientes, os contatos estão sendo feitos por telefone ou videoconferência, pois como mencionado anteriormente, o mercado é muito dinâmico e temos que estar sempre perto dos nossos clientes. A XP Inc. já prorrogou o home office para dezembro mas, diferente da estrutura da XP, nós não temos colaboradores. Temos apenas os assessores e acreditamos que, quando voltar à normalidade, devemos retomar as reuniões presenciais para estar mais próximos dos clientes.


Foto: Reprodução. Siga o insta @sitealoalobahia.