Entrevistas


24 Out 2019

Do mercado internacional para o Brasil: os novos passos do escritório do arquiteto Marcio Davi

Do mercado internacional para o Brasil: os novos passos do escritório do arquiteto Marcio Davi Responsável pelo projeto do Blend Mercado Gourmet, recém-inaugurado no Caminho das Árvores, o arquiteto Marcio Davi, que atuou por mais de oito anos na África, bateu um papo com o Alô Alô Bahia sobre os novos projetos do seu escritório e as perspectivas para 2020. Vem conferir!
 
Alô Alô Bahia: Nos conte um pouco da sua trajetória no mercado de Arquitetura e Interiores. Fale também sobre o caminho do seu escritório até os dias de hoje.

MARCIO DAVI: A verdade é que ter o próprio escritório, atuar diretamente junto ao cliente, ser autor e responsável por cada uma das decisões arquitetônicas, sempre foi um sonho perseguido. Contudo, tive a oportunidade de estruturá-lo antes de mergulhar nele.

Minha trajetória na arquitetura começou dentro de obra, já que tive a felicidade de ter estagiado na época da faculdade dentro de grandes construtoras, bem como, ao me formar, seguir por esse caminho. Me mantive nessa área em busca da maturidade para, enfim, assumir meu sonho e montar meu próprio escritório.

Após 10 anos de formado, atuando, na ocasião, dentro da Odebrecht, em Angola, senti que estava empresarialmente maduro e tecnicamente qualificado a assumir o risco. Assim, me lancei no mercado como Empresário e Arquiteto em janeiro de 2017 e já são quase 3 anos de muito crescimento e aprendizado.

AAB: Como foi atravessar o período mais crítico da crise financeira no país? Divida com a gente como foi seu posicionamento diante disso.

MD: Quando pedi demissão, no final de 2016, eu já havia preparado meu espírito para um tempo difícil. Mesmo assim, para minha grata surpresa, ainda que não tenha sido fácil, foi bem frutuoso.

Tinha bem claro em minha cabeça que o momento de dificuldade é também o momento da construção de parcerias. Eu quero trabalhar, produzir ideias, provar minha capacidade e faturar, naquele momento, era uma consequência menos importante.

Dessa forma, formei parcerias com construtores que precisavam buscar oportunidades no mercado. Fizemos estudos, projetos, assumimos riscos e depois, então, começamos a ver o resultado de ter acreditado em nossos parceiros. A crise gerou uma oportunidade para as pessoas se precisavam mutuamente.
 
AAB: Como enxerga o posicionamento do seu escritório? Quais são os seus diferenciais, sua área e formas de atuação?

MD: O escritório sempre esteve dentro de mim, imerso dentro das obras que tive a felicidade de participar e amadurecer. Entendemos o impacto de cada uma de nossas decisões, as dificuldades, os custos. Sabemos aliar a estética a um bom custo-benefício, preservando a saúde financeira de nosso cliente.

Associado a isso, entendemos que prazo é compromisso e, já em nossas propostas, apresentamos nosso planejamento de projetos, seguindo-o à risca, respeitado as expectativas e ansiedades de nossos clientes.
 
AAB: Nos fale de seu relacionamento com a incorporação imobiliária. Qual a importância dessa aproximação?

MD: É uma área que me desperta muito interesse. Eu ministro um curso de legislação justamente porque tenho um carinho muito grande por essa área. Trabalhamos com parceria, com identificação e prospecção de novos negócios. Quando identificamos um possível produto, estudamos toda a viabilidade técnica desse negócio, apresentamos aos parceiros, construtores e incorporadores, a fim de tentar viabilizar. São obras de maior dimensão, de maior complexidade, tanto legal quanto técnica, e possuem impacto e porte.

São projetos também de uma maior projeção dentro do mercado e temos investido substancialmente na capacitação técnica, conhecimento, aprofundamento e no desenvolvimento de material.
 
AAB: Como está sendo o ano de 2019 para você?

MD: Muito importante e muito desafiador, pois conhecemos pessoas que contribuíram muito para a nossa inserção no mercado. Primeiramente, montamos um escritório físico e saímos do home office. Depois, aumentamos a equipe técnica, o que nos permite fazer projetos maiores. Este foi um ano de preparação.
 
AAB: Quais as tendências que chegaram para ficar, no segmento de arquitetura e interiores?

MD: Materiais com inspiração na natureza em geral estão em alta. Madeira e outros produtos em sua forma natural, que nos oferecem acolhimento, conforto e paz também terão uma maior preferência em nossas casas e até escritórios. O que já estava se mostrando aos poucos nas mostras de arquitetura e decoração, vai vir ainda mais forte e para ficar.

AAB: Nos conte sobre o seu último projeto entregue, o Blend Mercado Gourmet, inaugurado semana passada. Como foi desenvolver esse projeto?

MD: O Blend tem uma história muito interessante. Surgiu do sonho de alguns amigos que tinham a expectativa de abrir um negócio aqui em Salvador e eles já tinham uma proposta de, no mercado gourmet, oferecer um bistrô que produz tudo o que ele consegue encontrar do próprio mercado. Foi muito desafiador por ter um budget que não poderia ser ultrapassado, então foi um projeto que me apresentou o estilo industrial - pelo qual estou apaixonado dentro da arquitetura de interiores – e que me fez pensar fora da caixa, buscar alternativas que atendessem tanto as expectativas estéticas, como seu uso, manutenção, durabilidade e tivessem metodologia construtiva simples e ágil. A própria localização do projeto, no Caminho das Árvores, também nos lançou no mercado de uma maneira muito despida. Pra mim é um marco e um grande cartão de visitas.
 
AAB: Quais são os seus planos e projeções para 2020?

MD: Acredito que 2019 foi um ano de maturação em diversos sentidos e entraremos em 2020 sabendo onde dá pra apostar ou não. Particularmente, vejo com muito otimismo o que está por vir. Para nós, é um ano que representa uma aposta muito alta em todos os sentidos, desde a nossa estrutura física até a tecnológica, e estamos maduros e preparados para lidar com todo o crescimento que estamos planejando.

AAB: Quais dicas você daria aos futuros profissionais da área?

MD: O principal conselho seria agarrar as oportunidades. Seja na faculdade, onde existem diversos mestres que podem contribuir para o crescimento, quanto no dia a dia, entendendo os estágios como uma oportunidade de começar a fazer e fortalecer o seu nome no mercado, atuando com responsabilidade.
 
Marcio Davi Arquitetura
Av. Luis Viana, 6462, Ed. Wall Street, Torre A, sala 923, Paralela, Salvador – Bahia
Email: contato@marciodaviarquitetura.com
Contato: (71) 98806-0572

Fotos: Rodrigo Melo. Siga o insta @sitealoalobahia.