😷

infectados

😔

mortes

🙂

recuperados

20 Fev 2020

Alô Alô Bahia entrevista Preta Gil

Alô Alô Bahia entrevista Preta Gil A cantora Preta Gil se prepara para comandar o Bloco da Preta no Carnaval de Salvador nesta sexta-feira (21), às 21h30, no Circuito Barra/Ondina, e o que não vai faltar é boa energia e muita animação. Em bate-papo com o Alô Alô Bahia, a cantora falou sobre Carnaval, arte, família e, claro, as novidades que está preparando para a folia baiana. Vem ver! 

Alô Alô Bahia - O que o público pode esperar do Bloco da Preta em Salvador?

Preta Gil
- Do Bloco da Preta sempre podemos esperar uma vibração de amor, energia positiva contagiante e muita música, que todo mundo gosta. Neste ano, quero apresentar uma das músicas que fiz na Bahia com Aila Menezes. Então, teremos Din Din Dom ao vivo sim! Além de Aila, chamei Majur e Ruxell para fazermos um som.

AAB - O que você destacaria como a coisa mais especial do Carnaval de Salvador e do Rio? Tem algum Carnaval que você possa destacar como um dos mais especiais e marcantes da sua vida?

PG - O Brasil é um país plural em sua singularidade e o Carnaval reflete isso. A energia é uma só e as expressões mudam um pouco mas, ao final, todo mundo quer a mesma coisa. A Sapucaí tem algo mágico, assim como os blocos afro e tradicionais de Salvador.  Amo os dois carnavais que frequento desde pequena religiosamente. São tantas, tantas emoções de Carnaval que nem sei, mas certamente ter desfilado como rainha de bateria da Mangueira foi algo muito forte e que “ dividiu águas” na minha vida.

AAB - Enquanto mãe, qual o seu sentimento ao ver o seu filho, Francisco Gil, também seguindo a carreira artística e quais os principais aprendizados você busca transmitir a ele?

PG - Ele cresceu observando como funciona esse ofício da arte, viu o avô, o pai, os tios e a mim e desenvolveu um senso de responsabilidade. É muito emocionante vê-lo entregar um trabalho tão genuíno e maduro logo no início. Eu só quero que ele confie em sua intuição e faça o que acredita. RAIZ é um álbum especial que me emociona do inicio ao fim.  

AAB - Em sua opinião, quais são os(as) artistas que prometem ser o grande destaque da música brasileira neste ano?

PG - Não gosto de fazer esse tipo de previsão, pois a música brasileira abraça diversos estilos e alguém pode ser gigante em um nicho e desconhecido em outro. Eu admiro quem tem personalidade, traz mensagem e que faz o povo esquecer seus problemas. A música não é uma olimpíada, o importante é fazer.

AAB - Quais dicas você daria para que os foliões curtam o Carnaval da melhor maneira possível?

PG
- Respeitem o espaço do outro, divirtam-se, hidratem-se, tenham bons amigos por perto e venham ao Bloco da Preta.

AAB - Quais são as suas expectativas para a turnê da família Gil na Europa que acontecerá neste ano? O que este encontro nos palcos representa pra você?

PG - Esse encontro será um sonho coletivo. Não sabemos de detalhes ainda, mas viajaremos por 45 dias juntos para fazer 15 shows na Europa. Antes de ser artista, sou a irmã, a filha, a tia, a mãe e a avó que estará vivendo uma grande alegria pessoal. Como artista, é um presente poder fazer parte dessa familia de grandes profissionais.