Arezzo&Co encerra operações de quatro lojas nos EUA

O grupo brasileiro Arezzo&Co - que reúne as marcas Alexandre Birman, Schutz, Arezzo, Annacapri, Fiever e Alme - mudou as estratégias e operações em solo norte-americano por conta da pandemia do novo coronavírus. A primeira medida foi o encerramento das atividades de algumas lojas. Para complementar o processo de reestruturação, as coleções das labels serão unificadas.

O que pode parecer um passo para trás na expansão da marca, na verdade, trata-se de uma nova fase das etiquetas Schutz e Alexandre Birman, segundo a colunista Ilca Maria Estevão, do portal Metrópoles.

No início de agosto, o grupo divulgou os resultados do segundo trimestre de 2020. Segundo os dados apresentados, a receita das operações nos Estados Unidos registrou queda de 55,5%. Por conta da crise econômica atual, o grupo teve o fechamento de 13 lojas, no total. Entre os pontos que encerraram as atividades, estão quatro lojas nos Estados Unidos, sendo três da marca Schutz e uma da grife Alexandre Birman.

“Da noite para o dia, os clientes sumiram das lojas físicas e decidimos fechar quatro unidades. A pandemia veio para mudar toda a nossa estratégia”, contou Fernando Caligaris, presidente da Schutz Estados Unidos, à Exame.

A gestão da Schutz no Brasil e nos Estados Unidos foi unificada. Agora, há apenas uma diretora de marca. A empresa também optou por alinhar as coleções de sapatos, que antes eram lançadas de formas distintas nos dois países. Logo, ainda de acordo com Ilca, as próximas novidades irão desembarcar a cada dois meses nos EUA, proporcionando as mesmas novidades do Brasil.

Leia mais: CEO da Arezzo&Co, Alexandre Birman revela que inflação e falta de materiais começam a preocupar

Foto: Divulgação. Siga o Insta @sitealoalobahia.

NOTAS RECENTES