Whindersson é castigado, mas sobrevive a luta de exibição contra Popó

redacao@aloalobahia.com

O público brasileiro pôde matar a saudade da mão pesada – de pedra, ora bolas – de Acelino Popó Freitas, na madrugada desta segunda-feira (31). O desafiante, ou sobrevivente, foi o humorista e youtuber Whindersson Nunes, durante o aguardado combate no Music Park em Balneário Camboriú, em Santa Catarina.

Na última e principal luta da noite, durante o Fight Music Show, que começou às 19h desse domingo, o pugilista baiano – aposentado desde 2017 – administrou bem o confronto com o youtuber piauiense e conectou golpes contundentes no rosto e no tórax do oponente.

Em alguns momentos, a luta teve de ser interrompida pelo árbitro, que abriu contagem para que o humorista se recuperasse. 

Cerca de uma hora após a luta, ele postou uma imagem mostrando as marcas que ficaram no rosto. "Tenho q parar de arrumar essas confusão man", brincou.
 

Apesar da superioridade do tetra-campeão mundial de boxe, que acabou se livrando bem das investidas do humorista, o resultado oficial, anunciado pelo colega Tirullipa, foi empate.

Após o anúncio, Whindersson exaltou a qualidade de Popó, lembrou que em determinado momento da luta quase “dormiu” (desmaiou), e pediu para que o público seguisse o baiano nas redes sociais. Logo após o chamado, ainda no ringue, foi anunciado que o Mão de Pedra atingiu o 1 milhão de seguidores no Instagram.
luta-whindersson-versus-popo-freitas-foto-reproducao3
A preparação para a chamada “Luta da Década”, em Camboriú, teve direito a show de Wesley Safadão, além de lutas de outras modalidades além do boxe, como MMA e kickboxing. Muitas celebridades também compareceram, a exemplo do ator Caio Castro, a influencer GKay e o cantor Tierry.

Apesar da “marmelada” no resultado final, muita coisa esteve em jogo na noite de lutas em Santa Catarina. Em entrevista ao podcast 18K, Whindersson informou que o prêmio da noite era de R$ 12 milhões.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Foto: Reprodução/Instagram. Também estamos no Instagram (@sitealoalobahia), Twitter (@Aloalo_Bahia) e Google Notícias.

NOTAS RECENTES