10 Jan 2021

'Torre de Babel?' Saiba o que funcionará em prédio de R$ 500 milhões em construção no Rio Vermelho

'Torre de Babel?' Saiba o que funcionará em prédio de R$ 500 milhões em construção no Rio Vermelho Quem passa pelo cruzamento das avenidas Vasco da Gama e Garibaldi, em Salvador, já começou a notar uma construção arredondada de estrutura majoritariamente metálica que se ergue no terreno da antiga fábrica da Coca-Cola, no Rio Vermelho. Alguns mais inventivos chegam a imaginar um prédio com o formato da garrafa do refrigerante, mas as sugestões vão muito mais longe, inclusive com citação ao Velho Testamento. “Seria a Torre de Babel?”, questiona alguém numa rede social.

Nas ruas, quem passa próximo e não lê o que dizem as placas ao lado da obra pressupõe um edifício-garagem, diante dos vãos quase vazios dos mais de dez pavimentos já construídos. Mas serão muito mais e vão custar aproximadamente R$ 500 milhões - o que rendeu aos investidores, no mês passado, o título de “Investimento da Década” na 10ª edição do Prêmio Benchmarking Saúde, anunciado no Hotel Fasano.
 
Bom, feito o suspense (que o jargão jornalístico chamaria de nariz de cera), a resposta aos curiosos: com previsão de inauguração em 2022, no local vai funcionar o novo Hospital Mater Dei Salvador, que será a primeira unidade fora de Minas Gerais. O empreendimento será o primeiro hospital privado de grande porte erguido na Bahia nos últimos 15 anos!

Hospital Mater Dei será construído em Salvador. Saiba os detalhes!
 
A pedra fundamental foi instalada em agosto de 2019, com as presenças do ex-prefeito ACM Neto e do atual, Bruno Reis, por meio do programa municipal Salvador 360, que tem como intuito o desenvolvimento econômico e a geração de emprego e renda na cidade. O empreendimento deverá gerar cerca de 4,5 mil empregos diretos e indiretos. 

Bruno-Reis-lancamento-pedra-fundamental-hospital-Mater-Dei-Salvador
ACM-Neto-lancamento-pedra-fundamental-hospital-Mater-Dei-Salvador
Fotos: Reprodução/Instagram

Na ocasião do lançamento da pedra fundamental, o presidente da Rede Mater Dei de Saúde, Henrique Salvador, explicou o motivo pela decisão em escolher a capital baiana para implantar um hospital da empresa fora de Minas. 

“Esse hospital veio para cá porque acreditamos que a Bahia é um dos principais estados da federação e tem Salvador como uma das principais capitais do Nordeste. Possui um pólo industrial importante, muitas empresas fornecedoras de serviço e porta de entrada para a região Nordeste, que é uma das regiões que mais vai se desenvolver nos próximos anos. Certamente, poderemos atender a um número maior de pessoas dentro de um padrão que a gente acredita de qualidade e segurança”, disse na ocasião.

Matriarca baiana
Ele também destacou um detalhe familiar importante: “Nossa matriarca é de Feira de Santana, e aqui passamos grande parte da nossa infância. Mãe é terra, é raiz, e nada mais natural do que sair de Minas Gerais e escolher a Bahia como nosso próximo objeto”, completou o presidente da Rede Mater Dei.

O futuro hospital geral privado contará com atendimento adulto e pediátrico em diversas especialidades clínicas, e está sendo construído com as mais modernas técnicas sustentáveis de engenharia e arquitetura. 

O hospital terá cerca de 61 mil m² de área construída, com atendimento via convênios e particulares, 24 pavimentos, 369 leitos, 21 salas cirúrgicas, pronto-socorro, heliponto e mais de 740 vagas de estacionamento.

O centro médico estará localizado a 90 metros do hospital e terá quase 10 mil m² de área construída. Serão 19 pavimentos, centro de convenções, 62 consultórios, áreas administrativas e de apoio ao hospital e 91 vagas de estacionamento.

Foto principal: João Gabriel Galdea. Siga a gente no Instagram @sitealoalobahia e no Twitter @aloalo_bahia