Projeto artístico promove projeção em igreja no Rio Vermelho

redacao@aloalobahia.com

Nesta quarta-feira, 10 de agosto, a fachada principal da Igreja da Senhora de Sant’Ana, no coração do Rio Vermelho, recebeu  projeções de videomapping criadas em parceria com o VJ Gabiru. A ação, que será repetida nesta quinta-feira (11), faz parte do encerramento do Programa de Curadoria para Arte no Espaço Público do Goethe-Institut Salvador-Bahia.

O bairro do Comércio também contou com uma longa programação durante o dia que contou com a participação de diversos artistas e coletivos.
 
 Em contato com o portal Alô Alô Bahia, Friederike Möschel, diretora do Goethe-Institut Salvador-Bahia, falou sobre as projeções. “É uma maneira de dialogar com o espaço físico de Salvador, em toda sua vivacidade e movimento, pensando nas questões que atingem a cidade no momento presente, traçando outras ideias para possíveis futuros”, disse.
 
A obra de vídeo mapping foi intitulada, por VJ Gabiru, como “A Cidade Invisível ou o invisível da cidade. Um Rio Vermelho e muitos itinerários...”. O artista e videomaker baiano também nutre um vínculo afetivo com o Rio Vermelho, como frequentador desde jovem, para momentos de lazer, ou como morador por mais de uma década, em vários endereços do bairro.
 
FORMAR - O Programa de Curadoria para Arte no Espaço Público teve início em 2021, e se desenrolou em dois momentos. A primeira fase trouxe workshops virtuais sobre conceitos de curadoria, tensões sobre espaço interno e externo, exemplos de melhores práticas nacionais e internacionais, além de aspectos legais e jurídicos. Diversos curadores e especialistas conduziram encontros, como: Max Hinderer (Bolívia/Alemanha); Folakunle Oshun (Nigéria); Christoph Stark | KITEV (Alemanha); Marina Fokidis (Grécia), Priscilla Amoni (MG), Daniel Rangel (BA); Fernanda Felix (BA); Tiago Bastos (BA); Ellen Melo (BA), Alejandra Muñoz (Uruguai - BA).
 
Na segunda etapa dessa formação, a turma foi dividida em dois grupos para materializarem os conhecimentos da primeira fase do projeto, com a proposta de realização de duas intervenções urbanas em Salvador: nos bairros do Comércio e Rio Vermelho. Os estudantes-curadores foram divididos a partir dos locais de moradia e circulação pela cidade. No Comércio, o mediador convidado foi o curador e artista Tiago Sant’ana; no Rio Vermelho, a mediação é da curadora e arquiteta Rose Lima. A Casa Rosa, espaço cultural no Rio Vermelho, participa como parceira, servindo de base para as reuniões deste grupo.

Veja o vídeo:  Fotos: Reprodução. Siga o insta @sitealoalobahia
 

NOTAS RECENTES