27 Jul 2020

Praticantes de Jiu-Jitsu pedem basta à violência contra mulher

Praticantes de Jiu-Jitsu pedem basta à violência contra mulher Inspirada pelo desejo de mostrar que o Jiu-Jitsu não é sinônimo de violência e para se posicionar contra comportamentos abusivos e agressivos, a marca baiana Zeux for Legends lança nesta sexta-feira, 24, a campanha “Eu digo basta”, incentivando mulheres praticantes do esporte a publicarem fotos em suas redes sociais dizendo basta à violência contra a mulher e republicando o conteúdo nos perfis da empresa.

“Com essa campanha, queremos mais uma vez reforçar que a arte suave não compactua de agressão. Aqueles que verdadeiramente vivem o esporte também não aceitam esse comportamento criminoso. Mais do que isso, queremos incentivar que mais mulheres se interessem pelo Jiu-Jitsu e o vejam como forma de autodefesa e estilo de vida”, pontua Matheus Ferreira, faixa preta de Jiu-Jitsu e sócio da Zeux.

Especializada em roupas e acessórios para Jiu-Jitsu, a marca baiana Zeux nasceu lutando por igualdade. Mulheres que acreditam no estilo de vida trazido pelo esporte comentam sobre a campanha e sobre o que é a verdadeira essência da arte suave. 

“ Não podemos nos calar diante de posturas abusivas e criminosas. É preciso que a sociedade se mobilize pela igualdade de gênero e pelo fim da violência contra a mulher”, reforça Camila Giuliani, que também escolheu a arte suave como estilo de vida.