Palacete Tira-Chapéu receberá exposição aberta ao público em Salvador

José Mion é jornalista, assessor de imprensa e escreve para o Alô Alô Bahia.

O Palacete Tira-Chapéu, que está passando por minucioso restauro, ganhará uma exposição aberta ao público ainda no mês de julho. A mostra “Rua Chile e o Palacete Tira-Chapéu – 120 anos de História” reunirá as descobertas da equipe de restauro durante as obras, incluindo pinturas decorativas, especialmente com motivos florais, típicos do ecletismo, estilo arquitetônico do prédio histórico, na Rua Chile, em Salvador.

Algumas dessas descobertas serão apresentadas no próximo dia 13 de julho, em evento para a imprensa. Na ocasião, os responsáveis pelo projeto explicarão as etapas do trabalho, os desafios técnicos e as recompensas de cunho social que estão sendo desenvolvidas.

O projeto do Palacete Tira-Chapéu é de autoria do arquiteto italiano Rossi Baptista, e se tornou uma das mais emblemáticas obras do autor em Salvador. Inaugurado em 1917, o edifício foi sede da Associação dos Empregados no Comércio da Bahia, fundada em 1990, e teve uso exclusivamente comercial e administrativo. Tombado pelo Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (IPAC-BA), é um dos poucos remanescentes do seu estilo eclético na capital baiana, com adornos da arquitetura barroca ao estilo clássico.

O projeto de restauro é da Elysium Sociedade Cultural, com apoio do Grupo Elo, por meio da Lei de Incentivo à Cultura. O objetivo é resgatar o patrimônio artístico e cultural que o Palacete representa, assegurando que o edifício se mantenha em funcionamento como oferta de arte e cultura.

O Palacete Tira-Chapéu pertence à Fera Investimentos, grupo liderado pelo empresário Antonio Mazzafera e que possui outros imóveis no Centro Histórico de Salvador, como o Fera Palace Hotel.

jit8s1.md.jpg

 Leia mais notícias na aba Notas

Fotos: @myphantomtoy. Siga o insta @sitealoalobahia.

NOTAS RECENTES