Gestão liderada por Carlos Prazeres segue à frente da OSBA até nova licitação; entenda

redacao@aloalobahia.com

A Associação Amigos do Teatro Castro Alves (ATCA), liderada pelo maestro Carlos Prazeres, seguirá à frente da Orquestra Sinfônica da Bahia (OSBA), por pelo menos mais 180 dias. A informação foi divulgada nesta quinta-feira (21), no Diário Oficial do Estado, depois da Secretaria de Cultura do Estado (Secult) anunciar a desclassificação da própria ATCA para a gestão.

Em julho, a ATCA, que já era a gestora da Osba, foi desclassificada durante processo seletivo, no qual o Instituto de Desenvolvimento Social pela Música (IDSM) avançou. Este último chegou a ser apontado como novo gestor no Diário Oficial. Após a decisão, a ATCA entrou com um recurso sobre a seleção pública e Secult decidiu pela desclassificação das duas organizações.

De acordo com a Secult, a contratação da ATCA é emergencial e será válida pelo seis meses ou até a conclusão do processo de Seleção Pública Ordinária. Em nota, o IDSM demonstrou surpresa com a escolha da Secult, afirmando ter havido falta de democratização no processo, que não contou com chamamento público.
 

IDSM se manifesta

Em nota enviada ao CORREIO nesta sexta-feira (22), o IDSM se disse surpreso com a contratação da ATCA para gerir a Osba em caráter emergencial. “A ATCA, que mantém a mesma equipe de gestão, foi considerada inabilitada para a tarefa pela própria Secretaria Estadual de Cultura em processo licitatório recente”, apontou.

A organização social ainda questionou a ausência de um chamamento público para o contrato emergencial. “Em fevereiro deste ano [...] foi feito um chamamento para que as organizações interessadas participassem da disputa, também em caráter emergencial. Embora o prazo para a apresentação das propostas fosse exíguo e em período inadequado (durante o Carnaval), não podemos deixar de reconhecer a tentativa de democratizar minimamente o processo de escolha, o que não aconteceu agora”, disse.



* Por José Mion, com informações do g1 Bahia. Foto: Divulgação/Osba.

Leia mais notícias na aba Notas. Acompanhe o Alô Alô Bahia no TikTok. Siga o Alô Alô Bahia no Google News e receba alertas de seus assuntos favoritos. Siga o Insta @sitealoalobahia, o Twitter @AloAlo_Bahia e o Threads @sitealoalobahia.

NOTAS RECENTES