Nova York: bares, restaurantes e casas noturnas voltam a funcionar sem restrições a partir de segunda-feira

Gabriela Cruz é jornalista, ilustradora e escreve para o Alô Alô Bahia. 

As fortes imagens de Nova York vivendo um misto de sofrimento, desalento e desespero que tomaram conta do noticiário mundial há 14 meses ainda estão vivas na mente de muita gente, mas a realidade hoje é outra, completamente diferente. Muito longe de ser o epicentro global da pandemia de pouco mais de um ano, a metrópole superou o surto e anda a passos largos para voltar a ser a cidade que nunca dorme.
 
Com metade de sua população vacinada, andando nas ruas sem máscaras, e os turistas lotando a Times Square, faltava só mais uma coisa voltar à regularidade. A partir dessa segunda-feira (31), bares, restaurantes e casas noturnas estarão livres para funcionar sem limite de horário. Quem vive o toque de recolher sabe muito bem a diferença que isso faz.
 
A liberação dos horários desses estabelecimentos veio pouco depois da permissão, por parte das autoridades, de 100% da capacidade de público nas lojas, academias e salões de beleza. Com cerca de 50% dos 8,3 milhões de seus moradores imunizados com pelo menos uma dose de vacina (42% estão totalmente vacinados) e as infecções em queda, espera-se uma retomada rápida da economia na cidade mais populosa dos Estados Unidos.
 
Inovadora, Nova York ainda incorporou uma prática adotada na pandemia. A ocupação de ruas e calçadas por mesas, alternativa encontrada para se consumir comidas e bebidas fora de espaços fechados, foi autorizada permanentemente pela prefeitura diante do sucesso desde que foi implementada.

Veja vídeo.
 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Foto: @unitedstatesphotos. Siga o insta @sitealoalobahia.

NOTAS RECENTES