16 Apr 2021

No centro das atenções, senador Kajuru tem rosto de Claudia Leitte tatuado no braço. Saiba o motivo

João Gabriel Galdea

Jornalista, editor e colunista no Jornal Correio. Escreve para o Alô Alô. Insta e Twitter: @galdea

No centro das atenções, senador Kajuru tem rosto de Claudia Leitte tatuado no braço. Saiba o motivo
Envolvido em uma grande polêmica nesta semana após divulgar o áudio de uma conversa telefônica com o presidente Jair Bolsonaro, na qual são discutidas questões esquisitas relacionadas à vindoura CPI da Pandemia, o senador goiano Jorge Kajuru tem uma tatuagem tão esquisita (ou curiosa) quanto no seu braço esquerdo: o rosto de Claudia Leitte.

Um autêntico rolê aleatório por Salvador, nos idos dos anos 90, deu origem à amizade que o jornalista e a artista cultivam, desde então, e resultou na homenagem eternizada na pele.

O próprio senador da República explicou a motivação em 2017, durante uma entrevista ao extinto programa de Fábio Porchat, na Record TV. Ao ser perguntado pelo apresentador se era amigo da baiana, JK não titubeou e explicou o vínculo: “Amigo pra caramba! Irmã! No YouTube ela fala ‘o amor que eu tenho com o Kajuru é um amor antigo’. Quando ela começou na Bahia, tava iniciando o Babado Novo, eu fui lá ser jurado numa afiliada do SBT, aí todo show dela eu ia. Virou amigo pra caramba”, declarou na ocasião.



Troca de declarações de amor
Em 2010, Claudinha já confirmava a admiração por Kajuru, então apresentador de TV. “Ele é lindo demais. Kajuru, a gente já tem um namoro antigo, né? E qualquer coisa que ele venha a fazer com relação a mim eu sei que vai ser positiva e é redundante. Porque basta eu olhar no olho dele que eu já sei que ele me ama de verdade, e eu a ele. Eu o admiro muito pela inteligência, por ele ser autêntico, verdadeiro, carinhoso comigo. Eu amo Kajuru”, declarou numa entrevista ao SBT nos bastidores de um show no interior de São Paulo.

Nessa ocasião, Kajuru lembrou a reação de Claudinha ao descobrir o tributo. “Quando ela viu a tatuagem, ela começou a chorar, e aí ela não falava mais nada, e eu não sabia o que fazer. Eu comecei a contar piada”.



Ele ainda destacou um momento difícil na sua vida, no qual Claudinha esteve muito próxima dele, e isso acabou sendo ainda mais determinante para ele decidir pelo risco. 

“Quem não tem gratidão, não tem caráter. Eu acho que a forma que eu tinha de agradecer o carinho que ela me ofereceu no momento mais difícil da minha vida, quando eu tava internado em Ribeirão Preto, em agosto de 2006, eu fiquei 29 dias no hospital, e na verdade eu ganhei uma outra vida de Deus, mas ela ajudou muito a eu ganhar essa outra vida. Ela foi no hospital, me ligava duas, três vezes por semana. Ela fez por mim coisas que amigos de muito tempo não fizeram”, comentou na entrevista de 2010 (vídeo acima).

Troca de partido
De volta para o presente, nesta quinta-feira (15), o agora político continuou vivendo os reflexos da conversa com Bolsonaro. Ele anunciou filiação ao partido Podemos, durante sessão do Senado. A notícia foi dada três dias após o Cidadania, partido ao qual Kajuru era filiado, ter pedido ao parlamentar que deixasse a legenda após a confusão com o líder nacional.

O senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), filho do presidente, pediu ao Conselho de Ética do Senado que apure se Kajuru quebrou o decoro parlamentar.

Senador-Jorge-Kajuru-Foto-Waldemir-Barreto-Ag-ncia-Senado
Kajuru no Senado Federal (Foto: Waldemir Barreto / Agência Senado)

Além de Claudia Leitte, Kajuru também tem tatuados no corpo os rostos dos apresentadores José Luiz Datena e Adriane Galisteu. A mãe também ganhou um espanhacinho no corpanzil.

Foto: Reprodução. Siga a gente no Instagram @sitealoalobahia e no Twitter @aloalo_bahia