Jovens embaixadores: aluna da rede estadual é selecionada para intercâmbio nos EUA

redacao@aloalobahia.com

A estudante Yasmin Manenti de Moraes, de 16 anos, que faz o curso técnico de nível médio em Administração, no Centro Territorial de Educação Profissional (CETEP) da Costa do Descobrimento, em Eunápolis, no Sul da Bahia, está entre os 50 estudantes de Ensino Médio da rede pública de todo o Brasil selecionados pelo programa Jovens Embaixadores 2022. 

A iniciativa visa beneficiar estudantes de destaque por seus perfis de liderança, atitude positiva, engajamento em iniciativas de impacto e empreendedorismo social. Os participantes farão um intercâmbio nos Estados Unidos, no período de 1º a 18 de julho.

A jovem embaixadora foi selecionada com o seu projeto “Guardiões da Educação: fornecimento do suporte necessário aos alunos de escolas públicas para desenvolver habilidades através de mentorias, atividades extracurriculares e apoio dado por psicólogos voluntários em uma comunidade que valoriza a educação humanizada”.

Yasmin falou de que forma a experiência deverá impactar na sua vida. “Penso que irei evoluir em muitos aspectos, como responsabilidade, Inglês e oratória. Afinal, serão 19 dias morando nos EUA. Em relação ao meu aprendizado, acredito que eu vou adquirir um conhecimento que se tornará parte da minha essência. A minha vida será totalmente transformada, não só pelo fato de estar representado a Bahia e o Brasil, mas pela questão de mostrar que tudo é possível, que basta você acreditar, ter fé, foco e entender que todo sonho é válido. Através do programa, eu poderei inspirar outros estudantes de escolas estaduais e isso é muito importante”, declarou.

Itinerário
Durante o intercâmbio, os jovens embaixadores passarão pela capital dos EUA, Washington, D.C., onde farão visitas guiadas a pontos históricos e culturais, incluindo a celebração da Independência americana. 

Em seguida, os estudantes serão divididos em grupos menores para uma experiência em outras cidades, onde participarão de atividades como oficinas sobre liderança e empreendedorismo; projetos de impacto social; reuniões com representantes do governo dos EUA; visitarão escolas da região; e farão apresentações sobre o Brasil.

Sobre o programa 
Criado pela Embaixada dos Estados Unidos no Brasil, em 2003, o programa conta com a parceria do Conselho Nacional de Secretários de Educação (CONSED), das secretarias estaduais de Educação, da rede de Centros Binacionais Brasil-EUA e da rede de ex-bolsistas de programas de intercâmbio do governo norte-americano (USBEA). Desde a sua criação, 698 jovens brasileiros já participaram do programa. Para mais informações, clique aqui.

Foto: Divulgação. Também estamos no Instagram (@sitealoalobahia), Twitter (@Aloalo_Bahia) e Google Notícias.

NOTAS RECENTES