1 Jun 2021

Jornalistas e blogueiros de Lauro começam a ser vacinados contra Covid-19 nesta terça (1º)

Redação Alô Alô Bahia

redacao@aloalobahia.com

Jornalistas e blogueiros de Lauro começam a ser vacinados contra Covid-19 nesta terça (1º)
A Prefeitura de Lauro de Freitas, na Região Metropolitana de Salvador, inicia a vacinação para profissionais de imprensa nesta terça-feira (1º). A primeira dose nos profissionais aptos a receber a vacina será realizada das 8h às 16h em dois pontos específicos: Colégio Dois de Julho, em Itinga, e Unime, na Avenida Luiz Tarquínio.

Os profissionais que serão vacinados realizaram o pré-cadastro no domingo (30), após chamada pública. A ação contempla jornalistas e profissionais da linha de frente, como pessoal de apoio, cinegrafistas, fotógrafos, redatores, blogueiros e outros.

Para ser vacinado, é necessário levar registro profissional ou carta da empresa onde trabalha ou MEI, além de CPF ou cartão SUS e comprovante de residência. 

O pré-cadastro da Prefeitura de Lauro de Freitas se baseia nas decisões tomadas pela Comissão Intergestores Bipartite (CIB), que inclui profissionais de comunicação entre os grupos prioritários de imunização, destacados como trabalhadores da linha de frente no combate à pandemia.

Para os profissionais que não conseguiram realizar o cadastro, será necessário aguardar nova chamada.

Mortes 
Segundo levantamento do Sindicato dos Jornalistas da Bahia (Sinjorba), 25 profissionais de imprensa (jornalistas e radialistas) já perderam a vida por causa da Covid, dois deles no último final de semana. 

Erlan Dantas, da Rádio Educadora 104,9 FM de Itamaraju, e Chico Silva, da Rádio Recôncavo, de Santo Antonio de Jesus, morreram no sábado. Outros dois colegas de Erlan também estão doentes. 

jornalistas-vitimas-da-covid-na-bahia-foto-reproducao-sinjorba
Os radialistas Erlan Dantas e Chico Silva morreram no sábado passado de covid

No dia 18 de maio, a Comissão Intergestores Bipartite (CIB), comitê formado pelo secretário Estadual de Saúde e secretários municipais, aprovou a inclusão dos profissionais de imprensa com mais de 40 anos e que estejam na linha de frente na lista de prioridade de vacinação contra a Covid-19 na Bahia. Porém, muitas prefeituras ainda não iniciaram a imunização deste grupo por conta de uma “recomendação” do Ministério Público Federal (MPF), feita no dia 19 de maio, para que estas não cumprissem a definição do comitê de gestores. 

Apagão presencial
Para alertar às autoridades quanto à urgência da imunização dos profissionais que trabalham na linha de frente da cobertura jornalística (o Jornalismo é considerado um serviço essencial), o Sinjorba, juntamente com o Sindicato Trabalhadores em Empresas de Radiodifusão e de Publicidade no Estado da Bahia (Sinterp-BA) e a Associação Baiana de Imprensa (ABI-Bahia), convocaram as categorias em todo o estado para um "apagão presencial da imprensa" nessa quarta-feira (2).

“O protesto da categoria pretende mostrar às autoridades que resistem à vacinação dos jornalistas e radialistas o que significa a ‘essencialidade’ da imprensa e as consequências práticas de quando este trabalho presencial não é feito”, diz Moacy Neves, presidente do Sinjorba. O sindicalista diz que o adoecimento e morte de colegas tomou ares de uma tragédia dentro da tragédia.

Foto: Tânia Rêgo/ABr. Siga a gente no Instagram @sitealoalobahia e no Twitter @aloalo_bahia.

NOTAS RECENTES