Inflação faz supermercado trancar Nutella por medo de furto

redacao@aloalobahia.com

O aumento no valor dos preços de produtos nos supermercados também está fazendo os números de furtos crescerem em diversas regiões do Brasil. E para evitar que esse tipo de crime afete um item considerado caro, mas que ficou ainda mais 'valioso' nos últimos tempos, um supermercado de São Paulo tomou uma decisão polêmica: trancou os potes de Nutella em uma prateleira próxima aos caixas.

Caso alguém queira comprar o famoso creme de avelã nas redes de supermercado Chama, agora é necessário chamar um funcionário, para que o produto seja destrancado — assim como acontece com itens como perfumes e bebidas mais caras.

Segundo o jornal Folha de São Paulo, a situação é registrada nas 15 lojas da rede, que também passou a deixar as carnes embaladas a vácuo na vitrine próximas aos balcões de atendimento, ao invés de deixar nas prateleiras refrigeradas.

De acordo com a Associação Brasileira de Supermercados, os furtos nos estabelecimentos geraram um prejuízo de R$ 3,2 bilhões no setor em 2021 — que representa 15% das perdas de 2020.

Os produtos que apresentaram maior número de furtos foram carne, queijo, cerveja, refrigerantes, desodorantes, pilhas e, claro, a Nutella. "O índice de furtos indica um agravamento da questão socioeconômica e, de certa forma, está fora do nosso controle", afirmou Márcio Milan, vice-presidente da Abras, à Folha.

Foto: Reprodução/Fazz. Também estamos no Instagram (@sitealoalobahia), Twitter (@Aloalo_Bahia) e Google Notícias.

NOTAS RECENTES