8 Apr 2021

Horto Florestal: MP pede mais informações sobre inquérito que investiga morte de casal

Horto Florestal: MP pede mais informações sobre inquérito que investiga morte de casal
O Ministério Público Estadual (MP-BA) pediu que a Polícia Civil envie mais detalhes sobre as investigações da morte do casal Elton Gonçalves Campelo, de 35 anos, natural de Juazeiro, e sua namorada, Isabela Valença, 33. Os dois estavam no edifício Terrazzo Imperiale, que fica no Horto Florestal, um dos bairros mais ricos de Salvador, quando o crime aconteceu, no dia 10 de janeiro.

A promotoria fez o pedido à Central de Inquéritos na última terça-feira (6) e o órgão fica encarregado de repassá-lo à Polícia Civil, responsável pelas apurações do caso. As informações são do jornal Correio*.

Procurada, a Polícia Civil afirmou que a 1ª Delegacia de Homicídios/Atlântico concluiu o inquérito e o remeteu ao MP-BA no dia 12 de fevereiro. A PC alega que não pode dar mais detalhes do documento porque conduz as investigações de maneira sigilosa.

Elton Gonçalves Campelo e Isabela Valença foram encontrados sem vida pelos familiares do rapaz. As suspeitas da polícia são de que a mulher disparou contra o namorado e tirou a própria vida em seguida. 

De acordo com a investigação policial, os corpos de Elton e Isabela foram encontrados pelos pais de Elton, a decoradora Elza Campelo e o empresário Gladston Campelo, donos do apartamento, que estavam em outro quarto na hora do crime. 

Elton e Isabela tinham marcas de tiros na cabeça. O corpo dele foi encontrado em cima da cama da suíte onde o casal estava, enquanto o dela foi achado no banheiro do cômodo. Ao lado dela, estava a arma do crime, uma pistola que pertencia a Elton, que tinha porte de arma. 

Elton morava em Juazeiro, na região do Vale São Francisco, onde nasceu. Já Isabela morava em Petrolina, cidade vizinha, em Pernambuco. As investigações apontaram que não houve discussão antes do crime. No dia anterior, Isabela chegou a postar uma foto com o namorado em sua rede social. Os dois namoravam desde 2018.

Foto: Reprodução. Siga a gente no Instagram @sitealoalobahia e no Twitter @aloalo_bahia

NOTAS RECENTES