22 Feb 2021

Gal Costa lança álbum em que recria o próprio repertório com elenco masculino

Gal Costa lança álbum em que recria o próprio repertório com elenco masculino  “Nenhuma Dor”, álbum de duetos que celebra os 75 anos de Gal Costa, conta com a participação de artistas de diversas gerações, entre compositores e cantores dividindo os vocais com a intérprete baiana, como Zeca Veloso, Seu Jorge, Rodrigo Amarante, Silva, Criolo, Jorge Drexler, Rubel, António Zambujo, Zé Ibarra e Tim Bernardes.

Cada artista foi convidado a dar uma nova interpretação para clássicos conhecidos na voz de Gal, como Baby, Coração Vagabundo e Meu Bem, Meu Mal. A cantora revelou que a produção começou muito antes da pandemia. "Nem sonhávamos que ia acontecer", disse em entrevista à Veja São Paulo. "Não saía (do estúdio) para nada. Neste momento difícil, cantar foi um respiro, um alívio".

A ideia de só chamar homens para o trabalho partiu do diretor artístico Marcus Preto, que entende Gal como uma influência também para os artistas do sexo masculino. "São compositores homens e jovens que foram influenciados pelos cantos da Gal, e isso é interessante. Se fossem mulheres, seria mais do que óbvio. Os meninos ficam bem na foto", opina a cantora.

Com todas as dez faixas já previamente disponibilizadas em singles pela gravadora Biscoito Fino, o álbum Nenhuma dor foi lançado nos formatos de CD e LP. A versão integral do álbum também estará disponível em edição digital.

Foto: Bob Wolfenson. Siga o insta @sitealoalobahia.