Festejos do 2 de Julho: cerimônia transfere sede do governo para Cachoeira

redacao@aloalobahia.com

A cidade de Cachoeira, no Recôncavo, se tornou a sede do Governo da Bahia neste sábado (25), como acontece tradicionalmente todos os anos desde 2007. A cerimônia tem como propósito ressaltar a importância do município nas batalhas travadas pela conquista da Independência do Brasil, que tiveram início no dia 25 de junho de 1822 e neste ano celebra o seu bicentenário. O evento histórico possibilitou na libertação baiana do domínio da coroa portuguesa, em 2 de Julho do ano posterior.

A cerimônia desse ano contou com a presença de Rui Costa. "Nessa data, assim como o 2 de julho, a gente se sente orgulhoso de ser baiano. A Bahia e os baianos e baianas têm um destaque e uma força especial na história desse país, não só no curso civilizatório, mas uma presença forte na história, na música e cultura", destacou o governador.  

Desfile cívico, honras militares e o ‘Te Deum’, ato religioso em memória aos que lutaram pela independência, realizado na Paróquia Nossa Senhora do Rosário, fizeram parte da solenidade.

“Estamos iniciando as comemorações do bicentenário [da Independência] com a presença do governador, que nos presenteou com um pacote de obras importante para a nossa cidade, o povo de Cachoeira está em festa”, exaltou Eliana Gonzaga, prefeita do município.

Terminal turístico
jJdkSp.md.jpg
Além da agenda de celebração histórica, o município de Cachoeira foi contemplado com a entrega de um Terminal Turístico. O equipamento, que custou R$ 4,4 milhões em investimentos, conta com um novo píer com atracadouro flutuante e está integrado à requalificação urbana de uma praça adjacente, localizada às margens do Rio Paraguaçu, que banha parte da região do Recôncavo. As obras foram realizadas por meio de parceria entre as secretarias estaduais do Turismo e da Cultura, via Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (Ipac).
 
Fotos: Fernando Vivas. Siga o insta @sitealoalobahia.
 

NOTAS RECENTES