1 Feb 2020

Festa de Iemanjá é oficializada como Patrimônio Cultural de Salvador

Festa de Iemanjá é oficializada como Patrimônio Cultural de Salvador
A Festa de Iemanjá agora é oficialmente Patrimônio Cultural de Salvador, conforme título concedido neste sábado (1) pela Prefeitura, por meio da Fundação Gregório de Mattos. O ato solene foi realizado na Colônia de Pescadores Z1, no Rio Vermelho, e contou com a presença do prefeito ACM Neto, do secretário municipal de Cultura e Turismo, Cláudio Tinoco, do presidente da Fundação Gregório de Mattos, Fernando Guerreiro, do presidente da seccional baiana da Ordem dos Advogados do Brasil, Fabrício Castro, entre outras autoridades e a população.

"A Festa de Iemanjá leva a imagem de Salvador para o Brasil e o mundo. Esse é um título extremamente justo, e o bacana é que esse evento acontece às vésperas da celebração, realizado neste domingo (2), embelezando e enriquecendo ainda mais o Rio Vermelho e a primeira capital do Brasil", afirmou ACM Neto. 

Para o prefeito, o título de Patrimônio Cultural de Salvador à Festa de Iemanjá é mais um sinal de respeito à importância histórica da celebração. "A gente só constrói uma sociedade forte preservando a nossa história e projetando o futuro através da nossa sociedade. E fico muito feliz que a proposta de registro para que a Festa de Iemanjá se tornasse mais um patrimônio da cidade tenha partido da seccional baiana da OAB", disse. 



Foto: Valter Pontes/Secom. Siga o insta @sitealoalobahia.