😷

infectados

😔

mortes

🙂

recuperados

27 Apr 2020

Exaurida física e emocionalmente, enfermeira baiana é vítima de fake news

 Exaurida física e emocionalmente, enfermeira baiana é vítima de fake news Exaurida física e emocionalmente, enfrentando plantões que chegam a 24 horas em leitos de terapia intensiva de pacientes com a Covid-19, a enfermeira baiana Ana Cássia Tupiniquim ganhou mais um problema para enfrentar esta semana.

Um vídeo que ela gravou em março, relatando a situação no hospital Couto Maia, referência para Covid-19 em Salvador, foi retirado de contexto e passou a circular um mês depois em diversas redes sociais.

"Costumo ser forte, guerreira, mas essa situação me abalou profundamente. Imagine o que é estar no meio da luta contra uma doença e ter que lidar com uma situação dessas? As pessoas espalham inverdades de forma intencional, na maldade, para defender questões políticas", disse a enfermeira em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo. 

Ela conta que gravou o vídeo justamente para combater uma fake news. Na época, circulavam em redes sociais informações falsas de que o Hospital Couto Maia estaria superlotado, com pacientes desassistidos e funcionários sem equipamentos de proteção.
 
Para mostrar que a situação era o oposto, resolveu gravar as imagens. "Era para ser uma coisa interna, mandei só para minha família. Mas o vídeo escapou por alguém e acabou viralizando de uma forma errada", completou. Assim que terminou a entrevista, Ana desligou o celular, vestiu jaleco, luvas, máscara e óculos. E entrou no plantão para mais um dia de batalha. (com informações da Folha de S. Paulo).
 
Foto: divulgação. Siga o insta @sitealoalobahia.