ESG: Simbiose Social é destaque em pesquisa que analisa qualidade das relações das organizações com stakeholders

redacao@aloalobahia.com

Pioneira no Brasil, a social tech Simbiose Social, fundada em 2017 por Raphael Mayer, Mathieu Anduze e Tadeu Silva, figura entre os destaques da ESG Rating, pesquisa inédita que analisa a qualidade das relações das organizações com os stakeholders e o empenho delas para elevar o nível de consciência dos negócios. 

Negócio de impacto com base tecnológica, a Simbiose desenvolveu um sistema inteligente de gerenciamento de dados relativos a mais de 30 mil iniciativas sociais e oferece às empresas uma visão completa do ecossistema de projetos culturais, esportivos e de saúde aprovados em leis de incentivo desde 1992. Atuando no planejamento e na realização de investimento social privado, a empresa já movimentou mais de R$ 350 milhões em incentivos fiscais no país.

Conduzida pela Humanizadas, a ESG Rating avaliou as organizações nos pilares de reputação, princípios de gestão, cultura e narrativas, com o objetivo de medir a qualidade das relações da organização com os seus stakeholders, colaboradores, lideranças, clientes, parceiros, fornecedores e sociedade. A partir da percepção dos públicos externos e também do time de colaboradores, a pesquisa identifica padrões, sinais e evidências de uma nova forma de atuar na economia e se essas corporações estão alinhadas às atuais práticas, principalmente quando comparadas ao mercado. 

Para Mathieu Anduze, cofundador da Simbiose Social, o prêmio destaca o compromisso da social tech em criar um ambiente de trabalho saudável e respeitoso, e cultivar relacionamentos saudáveis e sustentáveis com todos os stakeholders.

Social tech usa IA para auxiliar empresas a implementar o “S” do ESG

Com o objetivo de contribuir para o planejamento e realização de investimento social privado, a Simbiose Social desenvolveu um sistema inteligente de gerenciamento de dados relativos a mais de 30 mil iniciativas sociais e oferece uma visão completa do ecossistema de projetos culturais, esportivos e de saúde aprovados em leis de incentivo desde 1992. A coleta e análise de dados acontece por meio de robôs alocados nas diferentes bases públicas envolvidas com as leis de incentivo, nos âmbitos federal, estadual e municipal. Como resultado de cinco anos de trabalho, a social tech anuncia a movimentação de mais de R$ 350 milhões em incentivos fiscais.

De forma pioneira no Brasil, o trabalho da startup ajuda a otimizar e democratizar a distribuição dos recursos financeiros entre projetos e organizações sociais que geram alto impacto social, em diferentes localidades do país. Além de dar luz aos dados das leis do país, a plataforma altera uma lógica de mercado pautada por um formato em que os projetos entravam em contato com empresas ao serem vistos e avaliados para investimentos ou, então, para participarem de editais.

Recentemente, a Simbiose lançou uma plataforma que oferece uma solução prática para que as empresas possam mexer o ponteiro da implementação do “S” da agenda ESG no Brasil e potencializar o impacto do investimento social em todo o Brasil. Para tal, a social tech desenvolveu um algoritmo proprietário que cruza demandas sociais com a oferta de organizações que atuam diretamente com causas sociais. Dessa forma, a startup criou metodologias e algoritmos que viabilizam os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável e, em consequência, a Agenda 2030.

Com uma equipe de mais de 30 colaboradores, a empresa possui hoje mais de 45 clientes corporativos e mais de 140 organizações sociais que pagam para usar a ferramenta. Ao todo, 462 projetos já foram impactados diretamente pela plataforma, que já movimentou mais de R$ 350 milhões em investimentos de incentivos fiscais, acessando 18 legislações, de 13 Estados e mais de mil auditorias realizadas. 
Entre o público beneficiado, destacam-se organizações sociais, culturais, esportivas, produtores culturais e audiovisuais, hospitais, APAEs, entre outros. Os projetos viabilizados são nos âmbitos cultura, audiovisual, esporte, direitos da criança e do adolescente, direitos do idoso, tratamento oncológico e atenção a pessoas com deficiência.

“Estamos orgulhosos do trabalho que temos feito até aqui e continuaremos buscando ser uma empresa de impacto positivo, que valoriza e investe em pessoas e nas relações humanas", afirma Anduze.

Acompanhe o Alô Alô Bahia no Instagram @sitealoalobahia, Twitter @AloAlo_Bahia e TikTok @aloalobahia. Siga o Alô Alô Bahia no Google News e receba alertas de seus assuntos favoritos.  Foto: Vanessa Bulhões.

NOTAS RECENTES