20 Sep 2021

Em NY, Boris Johnson recomenda vacina de Oxford a Bolsonaro, que diz que não tomou

Redação Alô Alô Bahia

redacao@aloalobahia.com

Em NY, Boris Johnson recomenda vacina de Oxford a Bolsonaro, que diz que não tomou
O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) se reuniu com o premiê britânico Boris Johnson na tarde desta segunda-feira (20), em Nova York. Ao lado de outros líderes mundiais, os dois estão na cidade para a Assembleia Geral da ONU, que será aberta pelo líder brasileiro nesta terça.

Em imagens distribuídas pela agência Reuters, Johnson recomenda a vacina da AstraZeneca/Oxford, que é produzida também no Brasil em parceria com a Fiocruz. 

“É uma ótima vacina. Obrigado, pessoal. Tomem vacinas da AstraZeneca!”, diz ele ao lado de Bolsonaro, que é o único líder entres as maiores economias do mundo que afirma ainda não ter se imunizado contra a Covid-19.

Em outro momento do vídeo, o premiê britânico faz elogios ao imunizante de desenvolvimento britânico. “Já tomei duas vezes", diz ele, olhando para Bolsonaro e apontando com o dedo como se perguntasse se o presidente do Brasil também tinha tomado. Bolsonaro responde que "ainda não". 
O presidente brasileiro afirma que está com a imunidade contra Covid alta porque já teve o vírus. Apesar da fala do presidente, especialistas afirmam que mesmo quem já teve a doença deve se imunizar, já que a vacina pode dar uma imunidade mais duradoura e forte.

Jair-Bolsonaro-Boris-Johnson-encontro-Nova-York-Tenente-Mozart-Aragao-twitter

A ideia de Bolsonaro a NY, sem a vacina, tem rendido algumas situações constrangedoras: por não poder frequentar lugares fechados, como restaurantes, cinemas, teatros e academias, o presidente foi visto comendo uma pizza de pé, numa rua, logo na chegada, no final de semana. Já nesta segunda, precisou almoçar em uma área externa da unidade local da churrascaria Fogo de Chão, improvisada para recebê-lo.

Fotos: Tenente Mosart Aragão/Twitter. Siga a gente no Instagram @sitealoalobahia e no Twitter @aloalo_bahia

NOTAS RECENTES