EAD em Segurança Pública da Faculdade de Direito da UFBA recebe nota máxima do MEC

redacao@aloalobahia.com

O Ministério da Educação (MEC) avaliou e conferiu nota máxima ao curso superior de Tecnologia em Segurança Pública da Faculdade de Direito da Universidade Federal da Bahia (UFBA), na modalidade de Ensino à Distância (EAD). A avaliação do ministério ocorreu entre os dias 23 e 25 de maio e o curso obteve nota 5 dos avaliadores. 

Depois de mais de 130 anos oferecendo um dos melhores cursos de Direito do país, a Faculdade de Direito passou a oferecer uma segunda graduação, sendo esta também sua primeira experiência de ensino EAD. O curso foi ofertado em parceria com a Superintendência de Educação a Distância da Ufba (SEAD) em um projeto experimental que atendeu inicialmente os polos de Camaçari, Vitória da Conquista, Juazeiro e Itabuna, tendo formado 107 tecnólogos, a maioria deles no interior da Bahia, onde há mais carência de ensino superior.

É o que explica o professor de Direito da Ufba e coordenador do curso de Tecnologia em Segurança Pública, Antônio Sá. “É um curso tecnológico que funciona com atividades presenciais nos polos de apoio ao ensino à distância que cada cidade possui, mas a maioria mesmo é EAD. As turmas são predominantemente formadas por alunos do interior, por serem locais de difícil acesso ao ensino superior, sobretudo de qualidade, e a Ufba é considerada hoje a melhor faculdade do Nordeste”, destacou. 

Segundo o professor, o curso foi criado em 2016 para atender uma grande demanda na sociedade em formação de segurança pública, porque, de acordo com uma pesquisa da universidade, existem poucos cursos sobre esse tópico no Brasil. 

"A gente recebe a nota como um reconhecimento de nosso trabalho, da importância do curso e de sua qualidade. Cada vez mais a gente vive nesse bombardeio de informações, ora da população que grita por segurança pública, ora da população que grita por causa do despreparo dos profissionais de segurança pública e dos administrados que também são incapazes de formular políticas adequadas para atender essa demanda", finalizou. 

A formação do curso dura de dois a três anos, sendo de natureza interdisciplinar que agrega conhecimentos nas áreas de Direito, Administração, Estatística, Ética, Sociologia e outras humanidades, sem perder de vista o estudo do fenômeno da violência, uma questão pontuada como preocupante na atualidade.

O curso busca superar a visão tradicional e simplificadora da segurança pública como uma aparato policial do Estado, conectando-se com a sua compreensão moderna: um conjunto de serviços prestados ao cidadão, em vista de uma melhor qualidade de vida (segurança alimentar, ambiental, nos transportes e comunicação, etc.); neste caso, os tecnólogos formados pela Ufba estão aptos a se tornarem pesquisadores, operadores, formuladores de políticas de segurança pública e gestores de projetos dessa natureza. As informações são do Jornal Correio.

Foto: Jornal Correio. Também estamos no Instagram (@sitealoalobahia), Twitter (@Aloalo_Bahia) e Google Notícias.

NOTAS RECENTES