Conheça o DJ soteropolitano que vem se destacando no cenário mundial

Gabriela Cruz é jornalista, ilustradora e escreve para o Alô Alô Bahia. 

Viver, coletar experiências, honrar o passado e construir sua história. Parece ser esse o caminho e o propósito do DJ Ubunto. Soteropolitano, João Gabriel Pereira tem uma carreira consolidada na Bahia, no Brasil e lá fora tanto como produtor musical quanto como artista sobre o palco. Considerado um dos protagonistas da atual cena brasileira, seus trabalhos incluem parcerias com grandes nomes da música, como Adriana Calcanhoto, Fafá de Belém, Vanessa da Mata, Preta Gil, Fran e Majur.

No comando das pistas, conquista o público unindo sonoridades tipicamente baianas às afro-brasileiras, criando o que os especialistas chamam de “brasilidade contemporânea”. Há menos de um mês se tornou o primeiro DJ baiano a tocar no Lincoln Center, em Nova York, nos Estados Unidos. Seu trabalho tem sido tão significativo, que veículos de renome, como o site norte-americano Remezcla, já o colocaram em listas de produtores que destacam no cenário global.

E segue fazendo sua história.

À meia-noite desta quarta-feira (10), o artista apresentará ao público sua versão de “O Vento”, clássico de Dorival Caymmi que seu pai tocava ao colocá-lo para dormir quando era criança. Resgatada, a canção ganhou a vivência do produtor e a participação especial de suas conterrâneas As Ganhadeiras de Itapuã.
U4NfAN.md.png
Ubunto também convidou Mateus Aleluia Filho para escrever junto a ele a naipe de sopro. A promessa é de uma versão “baianamente dançante da música hibrida eletrônica”. “Dedico essa nossa versão à todas as regências que nos movem, somos som e movimento, viva os mestres e a sabedoria, viva Itapuã”, poetiza. Quem foi ao Festival Urbecks, realizado em Salvador no fim de semana passado, já ouviu a música. Por aqui, estamos curiosos. A obra musical estará disponível em todas as plataformas.

Em tempo: no final de julho, Ubunto encerrou a gravação do seu próximo disco, depois de algumas semanas em estúdio. “Muito doida a sensação de gravar um disco autoral depois de 7 anos sem lançar um álbum solo. Muitos caminhos sonoros e lugares que vem nessa estrada, e esse rio sempre desemboca na Bahia”, disse na ocasião, prometendo o lançamento para agosto.

Na estrada, o DJ segue também com agenda cheia: Nois dias 12 e 13 de agosto, se apresenta no Festival Meca Inhotim, em Minas Gerais; dia 27 toca na festa de 10 anos do Porta dos Fundos, no Rio de Janeiro. Em setembro, a agenda traz apresentações em três datas já confirmadas: 06/09 - Evento de Lançamento do disco no Caracol Bar (SP); 17/09 - Coala Festival (SP); 24/09 - Lote (SP).

Foto: Divulgação. Também estamos no Instagram (@sitealoalobahia), Twitter (@Aloalo_Bahia) e Google Notícias.
 

NOTAS RECENTES