Cidade subterrânea cristã de 2 mil anos é descoberta na Europa. Saiba onde

redacao@aloalobahia.com

Arqueólogos que trabalhavam na preservação de ruas e casas históricas em Midyat, no sudeste da Turquia, 
encontraram uma grande cidade subterrânea de 2 mil anos. Segundo os pesquisadores, o núcleo urbano teria sido um refúgio para os primeiros cristãos que fugiam da perseguição romana.

Com o uso de escavadeiras, os arqueólogos encontraram o antigo complexo dentro de uma caverna de calcário na cidade, que fica na província de Mardin. O núcleo subterrâneo contém câmaras de armazenamento de comida e água, casas de culto, incluindo uma igreja, e os aparentes restos de uma antiga sinagoga com uma estrela de Davi pintada na parede.

Os arqueólogos acreditam que a cidade – oficialmente chamada de “Matiate” (“cidade das cavernas”, o antigo nome de Midyat) – foi construída em algum momento do segundo ou terceiro séculos depois de Cristo, após descobrirem artefatos da era romana, como moedas e lâmpadas no interior, que ajudaram a datar o local. 

Nessa época, o cristianismo não era considerado uma religião oficial, o que levou os pesquisadores a pensarem que Matiate servia como esconderijo para cristãos que fugiam da perseguição romana.

Os arqueólogos acreditam ter escavado menos de 5% da cidade subterrânea. Todo o complexo poderia ter cerca de 372 mil metros quadrados – o suficiente para abrigar entre 60 mil e 70 mil pessoas.

A descoberta deve atrair mais atenção ainda para Midyat. A cidade abriga em seu centro mais de 100 casas tradicionais tombadas, além de nove igrejas e mosteiros listados como Patrimônio Mundial da Unesco. As informações são da Revista Planeta.

Foto: AA. Também estamos no Instagram (@sitealoalobahia), Twitter (@Aloalo_Bahia) e Google Notícias.

NOTAS RECENTES