13 Oct 2021

ACM Neto diz que "a questão da segurança está fora de controle das autoridades do estado"

Redação Alô Alô Bahia

redacao@aloalobahia.com

ACM Neto diz que "a questão da segurança está fora de controle das autoridades do estado"

O ex-prefeito de Salvador ACM Neto (União Brasil/ Democratas) afirmou nesta quarta-feira (13) que a violência está tomando conta da Bahia e que a questão da segurança pública está fora de controle das autoridades do estado, ao comentar sobre ocorrências registradas neste feriadão. Em vídeo publicado em suas redes sociais, ele recordou que a Bahia é responsável por 14% dos homicídios do país.

Em Salvador, mais um homicídio ocorreu no Porto da Barra, um dos principais pontos turísticos da capital, e, no Uruguai, um ataque armado matou seis pessoas e deixou outras 12 feridas em uma festa. Em Canarana, um estudante foi morto a facadas em uma praça da cidade. "O que aconteceu nesse último final de semana e nesse feriado na Bahia, infelizmente, apenas comprova que a violência está tomando conta do nosso estado, que a questão de segurança pública está fora de controle das nossas autoridades", afirmou ele.

"Não é à toa que a Bahia é líder nacional, primeiro lugar do Brasil, em número em número de homicídios. Enquanto do ano passado para cá, o número de homicídios no país caiu, na Bahia cresceu. Somente o nosso estado é responsável por 14% do número de homicídios. E eu pergunto: o que as autoridades estão fazendo? Onde está a atuação mais efetiva em relação à segurança pública? Nós sabemos que hoje as pessoas se sentem inseguras andando na rua, seja nas grandes cidades ou mesmo nos pequenos municípios", acrescentou.

Ele voltou a afirmar que tem ouvido de prefeitos e lideranças do interior que há apenas um policial para cobrir seus respectivos municípios. "Então, é um faz de conta. E nós não estamos apenas nessa onda de violência em relação aos homicídios. A gente vai ver, por exemplo, sobre as agências bancárias. Somente esse ano, 40 agências bancárias já foram atacadas em todo o nosso estado. Isso é mais do que os episódios que aconteceram em 2019 e 2020 juntos. São muitas coisas, roubo de carro, roubo de apartamento, em Salvador e no interior, enfim, são os bandidos tomando conta", criticou.

Ele ressaltou ainda que a questão da segurança pública é indelegável. "Não adianta procurar responsabilidade em terceiro. Não adianta procurar desculpa. O governador tem que se envolver, tem que encarar o problema, tem que procurar trazer a solução. É isso que a gente deseja para o futuro da Bahia, um estado mais seguro, em que as pessoas se sintam à vontade para andar na rua. Um estado onde os bandidos não se criem, onde os bandidos estejam na cadeia. Ou então, se mudem para outro lugar do país", afirmou.

Veja o vídeo.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Foto: Divulgação. Siga o insta @sitealoalobahia.

 

NOTAS RECENTES