Entrevistas


14 Mai 2018

Entrevista: Jeferson Ribeiro

Entrevista: Jeferson Ribeiro Único baiano presente no line up da edição 2018 do Dragão Fashion Brasil, o estilista Jeferson Ribeiro levou as passarelas a coleção Araçá, inspirada no frescor da capital baiana, onde ousadia e sofisticação são os principais elementos que permeiam um desejo notável de transformação e liberdade.

“É uma coleção pensada para mulheres que batalham por um espaço mais justo e digno na sociedade, ousadas e desafiadoras. Mas também, doces e amorosos. Acreditei na capacidade humana de mover-se e transformar seu espaço para criar dobras no tempo em forma de roupa, como um acesso à nova dimensão, menos ilusória e mais afetiva”, nos disse o estilista. Abaixo, nosso bate-papo!


Conta para nós um pouco da sua experiência no Dragão Fashion Week. Tem um peso diferente estar em uma semanal de moda que foca no autoral?
 
Estou no DFB desde 2013, quando apresentei a Maquinismos. De lá para cá, evolui a minha forma de pensar a moda e o estilo dentro de um enfoque mais autoral. Construindo o meu processo criativo a partir das minhas lembranças, inquietações e questionamentos. Isso ajudou a individualizar a imagem que venho criando.
 
 
Em relação à coleção,  quais os elementos mais característicos da sua identidade e da identidade da Bahia inspirou as novas peças?
 
As festas populares, a força do feminino e as contradições, como o sagrado e profano, existentes em nossa cultura. Tudo isso alicerçado na leveza e doçura que procuro ver a vida. Quando comecei a pensar a coleção, queria algo que fosse inquietante como eu, inspirador como a Bahia e forte como as nossas mulheres .
 
Quanto tempo durou e como foi o processo de desenvolvimento da coleção?
 
Tenho 6 meses pensando a Araça, primeiro veio insight durante uma viagem à Chapada, onde via nos altos das elevações, formações de pedra que limitavam mulheres guerreiras. Depois surgiu a ideia de trabalhar o feminino e o enfrentamento consigo, por meio da inserção de elementos fálicos e a representação gráfica do útero, uma provocação sutil às mulheres, uma volta ao sagrado feminino e ao profano prazer. E por último, a vontade de homenagear grandes mulheres baianas e as nossas festas populares. Quando a nossa cultura sagrada e profano se fundia.
 
Lemos que você já teve convites para estar com seu trabalho em outros países, mas que prefere se fortalecer no Brasil antes de dar esse grande passo. O que tem feito para atingir esse objetivo de expansão da marca?
 
Estou construindo um repertório de imagem da marca e testando produtos. Num próximo momento, com o comercial alicerçado, quero sim expandir para outros países.
 
 
Pode contar para nós algum projeto da Jeferson Ribeiro Brand que está em andamento?
 
Agora estamos finalizando a coleção que irá para a venda. Em breve teremos novidades e muitos novos planos!
 
 
 
 
Fotos: Divulgação. Siga o insta @sitealoalobahia
 

*Alô Alô Bahia esteve em Fortaleza a convite da organização do Dragão Fashion Brasil, que aconteceu entre os dias 09 e 12 de maio, no Terminal Marítimo.