Entrevistas


19 Fev 2018

"Posso ser candidato este ano ou um bom cabo eleitoral", diz Celsinho Cotrim em entrevista ao Alô Alô Bahia

"Posso ser candidato este ano ou um bom cabo eleitoral", diz Celsinho Cotrim em entrevista ao Alô Alô Bahia Celsinho Cotrim, apresentador de TV e pós graduado em Administração Pública, conversou com nosso site sobre comunicação e política. Para Celsinho, ambos assuntos têm em comum a necessidade de interagir individualmente com cada pessoa. “A época de você convencer o líder e ele convencer os liderados, já não existe mais. Agora, temos que convencer cada liderado”, nos disse. Confiram...

Como foi o político virar, também, apresentador?
Na verdade, em tese, todo político deve ser um comunicador, então, isso facilitou muito. E curioso é que a área de comunicação veio primeiro na minha vida, quando tinha 7 anos de idade. Fui convidado para apresentar o ALMANAQUE ELETRÔNICO, na TVE e recusei por timidez, contam meus pais... E por conta de querer realizar sonhos e repensar a vida, entrei num período sabático, e escrevi o projeto do programa de entrevistas, submeti à TV Educativa da Bahia e foi aprovado. De lá, cresci e fui para a TV Salvador, Rede Brasil, CNT e hoje, estou no Youtube e já com contrato fechado para também, veicular meu programa numa emissora daqui do estado e em tratativas com uma emissora de uma casa legislativa. 

E o programa já existe há oito anos...
Sim. São oito anos com 128 vídeos postados no meu canal do Youtube "Celsinho Cotrim", onde entrevisto diversas personalidades sobre assuntos como política, cultura, educação, saúde, segurança, entretenimento, turismo, esporte e lazer. E agora, lancei um quadro chamado "Dicas", onde dou conselhos sobre comportamento humano.

E o resultado disso?
Financeiro, nenhum. Porém, de total satisfação pelo reconhecimento do trabalho. Tem coisa mais bonita do que você ser  parado no supermercado e ouvir um depoimento de que por causa do meu programa a pessoa teve a coragem de mudar de vida e deu certo?  Tem reconhecimento melhor do que a quantidade de pessoas que me seguem, curtem e comentam nas minhas redes sociais?

Mudando de vertente. Comenta-se sobre uma provável candidatura sua este ano...
(Risos) Posso ser candidato ou também, posso ser um bom cabo eleitoral. Até abril eu defino. Estou em processo de escuta. Gostar de ser candidato eu gosto, coordenar campanhas eu tenho experiência pois, já coordenei seis e estar preparado para assumir cargos eletivos eu estou, da mesma forma que assumi cargos comissionados e modéstia à parte, os exerci, muito bem, a exemplo da Superintendência e Chefia de Gabinete da Secretaria de Turismo da Bahia e todas as diretorias da Bahiatursa, além da Chefia de Gabinete da Secretaria de Economia, Emprego e Renda da Prefeitura de Salvador. Confesso que estou surpreso e feliz com os convites que venho recebendo de políticos e partidos para ser candidato a diversos cargos diferentes... 

Então, você acredita que a televisão será grande parceira em uma eventual candidatura?
Sim, totalmente. Salvador, por exemplo, elegeu em 1988, o apresentador do balanço Geral, Fernando José como Prefeito. Paulo Souto era radialista esportivo...temos Mário Kertész, Uziel Bueno... E outros comunicadores que não se candidataram, mas, que permanentemente, aparecem bem nas pesquisas eleitorais, a exemplo de Varela e Bocão. Atrelado à televisão tem todo um recall meu de eleição anterior que surpreendi tendo 10.614 votos para deputado estadual, além de todo a história e acúmulo político de meu pai Celso Cotrim que exerceu duas vezes, brilhantemente o mandato de vereador pela cidade de Salvador.

Você se considera sectário, moderado ou extremista?
Completamente moderado. Prefiro ser comedido, prudente, para encontrarmos o ponto de equilíbrio, sempre. Desta forma, cheguei bem, até, aqui, tanto na vida política, na área de comunicação, quanto na família e com os amigos. Claro, que de vez em quando, essa regra tem que ser substituída.

Qual mensagem você deixa pra nossos leitores?
Que façamos o bem sem olhar a quem e que cada vez mais, estimulemos o bem servir, a gentileza, ajudar ao próximo e amar incondicionalmente.

Foto: Divulgação. Siga o insta @sitealoalobahia