Entrevistas


28 Set 2017

Alô Alô Bahia entrevista a empresária Larissa Bicalho

Alô Alô Bahia entrevista a empresária Larissa Bicalho A empresária Larissa Bicalho, da LB Home/Artefacto, esteve na redação do Alô Alô Bahia para apresentar as novidades da nova mostra de decoração, que será inaugurada neste domingo (01), na LB Home, na Barra, e aproveitou para bater um papo com a gente sobre luxo, dicas para quem deseja trabalhar na área de decoração e muito mais. Confere só!

 Alô Alô Bahia: A Larissa do passado teria orgulho da Larissa de hoje? Quais são os planos profissionais para o futuro?
 
Larissa Bicalho: Acho que sim. Tem vinte anos que eu estou em Salvador e que eu tenho a loja. Os planos agora são deixar a marca LB (LB Home/Artefacto) cada vez mais conhecida e mantê-la conceituada dentro do nosso padrão, que é mais voltado ao luxo. Quero que quando as pessoas falem da LB saibam que estão falando de uma marca de luxo diferenciada.
 
 
Alô Alô Bahia: Se pudesse citar 3 fatos ou pessoas que contribuíram para formar a Larissa que você é hoje, quais seriam e por quê?
 
LB: Primeiro, minha maior referência foi o meu avô. Ele foi super importante pra mim pois me transmitiu a base da educação e da simplicidade.
 
Outra coisa que acredito que faz toda a diferença é a questão de viajar, morar fora, conhecer novos lugares. Fui morar sozinha pela primeira vez aos 13 anos [em Londres] e eu não sabia falar inglês, não sabia nada, então foi um momento de grande aprendizado. Então muita coisa do que sei hoje aprendi viajando e acredito que esse tipo de experiência te prepara pra ser uma ‘pessoa do mundo’, que sabe se virar sozinha, que consegue se jogar em qualquer lugar e se sobressair.
 
Por fim, ser mãe. As meninas [Marcella, Isabella e Duda] me ajudam muito. É engraçado porque hoje eu mais aprendo do que ensino, tanto coisas pessoais quanto profissionais. Então, atualmente, quando encontro com elas juntas, eu só faço escutar (risos). É muito bom.
 
Alô Alô Bahia: O que mais gosta e o que menos gosta na cidade de Salvador?
 
LB: Salvador é uma cidade que eu não quero ficar longe. Tem a energia, tem a questão da facilidade, você conhece as pessoas, tudo flui rápido. E você poder ver o mar todos os dias não tem preço. Por outro lado, acredito que ainda somos uma cidade um pouco provinciana. Precisamos ter essa coisa de cidade mais cosmopolita onde todo mundo se ajuda, onde todo mundo quer ir pra frente, onde o sucesso de um é o sucesso de todos.

 
 Alô Alô Bahia: Um filme, um lugar e uma música que você indicaria para as pessoas.
 
LB: L.I.E foi um filme forte que me lembrou da minha experiência na Índia. Na época fui à trabalho e hoje eu acredito que eu preciso voltar de outra forma pra ver as cores, conhecer os resorts.
 
Um lugar, pra mim, é a Florença (Itália). Se eu pudesse, toda semana iria lá.
 
We Are Carnaval é uma música que emociona onde quer que você escute.
 
Alô Alô Bahia: De onde veio a inspiração para trabalhar com decoração? Se pudesse dar uma dica a alguém que deseje trabalhar nesta área também, qual seria?
 
LB: A inspiração veio da minha vó, porque ela adorava trocar as coisas de lugar, a casa dela nunca estava da mesma forma.
 
Eu acho que quem trabalha com decoração precisa gostar de viajar muito para abrir os horizontes. É importante pesquisar muito também e se reciclar sempre.
 
Alô Alô Bahia: Você acredita que o luxo está na moda? O que é luxo pra você?
 
LB: Luxo, pra mim, tem a ver com exclusividade e qualidade. Por exemplo, uma bolsa da Chanel demora oito dias para ser costurada. E eu acho que cada vez mais o luxo vai estar na moda porque é melhor você ter uma coisa de qualidade do que várias que não são tão boas. Acho que luxo e moda têm a ver com arte e cultura também. Parar para compreender o que está por trás do trabalho e história daquela marca me emociona. Se você ver o quanto uma pessoa se dedica pra desenvolver um bordado, uma peça... Então, por que é bacana uma pessoa que entende de arte mas não é bacana que entende de moda e luxo? Pra mim, as duas coisas têm muito a ver.
 
  
Alô Alô Bahia: Quais são os profissionais que te inspiram? Por quê?
 
LB: Jacques Garcia e Alberto Pinto. Apesar de terem um estilo próprio e serem fieis a isso, eles sabem trabalhar tanto com o moderno quanto o clássico.
 
Alô Alô Bahia: Qual o maior desafio profissional que você já enfrentou/enfrenta?
 
LB: Como todo mundo, sobreviver, principalmente nesses momentos de crise. Mas eu acredito que a dificuldade e os problemas estão sendo um treino para a gente ficar melhor no que faz e ir adiante.
 
Alô Alô Bahia: Comente mais sobre as expectativas para a próxima Mostra LB Home/Artefacto
 
LB: A palavra da Mostra esse ano é capricho. Todo ano eu falo que ‘esta vai ser a melhor Mostra’, mas a desse ano está realmente diferenciada, estamos trabalhando com os melhores profissionais envolvidos, seja no som, marcenaria, paisagistas, papeis de parede. Tudo está sendo feito com muito capricho. Acho que vai ser uma Mostra ‘dos detalhes’.
 
Bate-bola
 
Ser chique é... Não falar mal das pessoas
Minhas filhas são... Ma-ra-vi-lho-sas
Sustentabilidade é... Responsabilidade
O estilo de Larissa Bicalho é... Simplicidade

Fotos: Alô Alô Bahia. Siga o insta @sitealoalobahia.