Saiba mais sobre a Síndrome de Patau, condição genética rara que acometeu o filho do cantor Zé Vaqueiro

Saiba mais sobre a Síndrome de Patau, condição genética rara que acometeu o filho do cantor Zé Vaqueiro

Redação Alô Alô Bahia

redacao@aloalobahia.com

Luana Veiga

Getty Images

Publicado em 09/07/2024 às 11:38 / Leia em 2 minutos

Diagnosticado com a Síndrome de Patau, faleceu na madrugada desta terça-feira (9) o pequeno Arthur, filho do cantor Zé Vaqueira e da empresária Ingra Soares. Também conhecida como trissomia 13, a condição genética faz com que uma cópia adicional do cromossomo 13 apareça em todas ou na maioria das células da pessoa. Por conta disso, muitas vezes o crescimento do feto é afetado, o que faz o bebê nascer com baixo peso, além de levar a complicações cardíacas congênitas, problemas no sistema nervoso e apresentar malformação craniofaciais e microcefalia. A primeira descrição da síndrome foi feita na década de 1960, pelo geneticista Klaus Patau.

De acordo com especialistas, entre os principais sintomas da Síndrome de Patau, estão crises convulsivas, pescoço curto, fraqueza muscular, malformação nos rins, mãos com sexto dedo ou dedos sobrepostos, entre outros. Em alguns casos, pode gerar ainda problemas gastrointestinais, insuficiência cardíaca, problemas de audição e visão, e subdesenvolvimento dos pulmões. A condição é, normalmente, diagnosticada ainda na gestação, através de ultrassonografia, ou após o parto. Também podem ser solicitados testes genéticos para verificar alterações nos genes, como a presença de um terceiro cromossomo anexado a um par. Não existe uma cura para a síndrome. O tratamento pode incluir o uso de medicamentos para reduzir os sintomas, terapia de fala e comportamental, cirurgias para reparar anormalidades físicas e apoio educacional.

Alô Alô Bahia no seu WhatsApp! Inscreva-se

Compartilhe