França autoriza teste com táxi voador durante Olimpíadas de Paris

França autoriza teste com táxi voador durante Olimpíadas de Paris

Redação Alô Alô Bahia

redacao@aloalobahia.com

Redação

Reprodução/Volocopter

Publicado em 09/07/2024 às 17:19 / Leia em 2 minutos

O governo da França autorizou, nesta terça-feira (9), testes com táxis voadores durante os Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Paris. Segundo informações da AFP, o Ministério dos Transportes do país consentiu ainda a criação de uma plataforma flutuante que permitirá a decolagem e a aterrissagem dos veículos no rio Sena, o mais importante do território. 

Conforme decreto do governo francês, a plataforma flutuante irá operar até 31 de dezembro deste ano. O horário de funcionamento será das 8h às 17h (horário local) e, devido ao projeto não ter conseguido a tempo uma autorização da Agência Europeia para a Segurança da Aviação (EASA), os voos serão inicialmente gratuitos.

O número de voos será limitado, não podendo ultrapassar o limite de dois por hora e o total de 900 ao longo de toda a experiência.

O objetivo é aproveitar os Jogos Olímpicos (26 de julho a 11 de agosto) para demonstrar a viabilidade de um novo modo de transporte em áreas urbanas densas com dispositivos verticais de decolagem e aterrissagem (VTOL).

O projeto é realizado pelo grupo Aéroports de Paris (ADP) com a empresa alemã Volocopter, que fabrica o Volocity;

A prefeitura de Paris, no entanto, não aprovou a experiência, e deve entrar com recursos para derrubar a autorização. A oposição classificou o projeto como “aberração ecológica”.

A Câmara Municipal estuda a possibilidade de ação judicial contra o decreto, segundo o gabinete da prefeita Anne Hidalgo.

Segundo o assistente de mobilidade urbana para a cidade de Paris, David Belliard, o governo “não tem qualquer legitimidade democrática e continua a ir contra o Conselho de Paris” — referindo-se ao resultado das eleições francesas, que ocorreram no último domingo (7).

Alô Alô Bahia no seu WhatsApp! Inscreva-se

Compartilhe