São João em Caraíva é celebrado com tradição da ‘derrubada do mastro’

São João em Caraíva é celebrado com tradição da ‘derrubada do mastro’

Redação Alô Alô Bahia

redacao@aloalobahia.com

José Mion

Paulo VP

Publicado em 20/06/2024 às 11:25 / Leia em 3 minutos

A Vila de Caraíva, na Bahia, se prepara para quatro dias de festa em comemoração ao São João. De sexta-feira (21) a segunda (24), o vilarejo será tomado por cores, sabores e danças típicas, celebrando a data com quadrilhas juninas, comidas, bebidas quentes e muito forró. Com o apoio da Prefeitura de Porto Seguro e do comércio local, a Associação dos Nativos de Caraíva e o Conselho Comunitário e Ambiental de Caraíva festejam a data valorizando, acima de tudo, a tradição.

Vinte barracas oferecerão as tradicionais comidas e bebidas juninas, na Praça da Igreja, que ganha vida com a decoração típica e as bandeirinhas coloridas. Por lá, a música vai do forró tradicional ao bregão, além de reunir sets dos DJs locais. Estão confirmados Os 3 da Vila, Edinho Caraíva, Severo Gomes, Enok Virgulino, Triângulo Caraíva e Arrumadinho do Billy Joe, no forró, e Juninho Top10, no bregão. Os DJs Nalla, Moises Mafra, Bruno Faiscada e Marcelinho agitam os intervalos.

A Festa Junina de Caraíva começa nesta sexta-feira (21), com atividades para as crianças das escolas locais, incluindo barracas de pipoca, algodão doce e brincadeiras típicas. O ponto alto é a noite do dia 23 de junho, que marca a derrubada do Mastro de São Sebastião, dando início à confecção da fogueira de São João.

Essa tradição antiga é cuidadosamente mantida e planejada pela comunidade. Para se ter noção, ela começa em 1º de janeiro, quando os Festeiros se reúnem às margens do Rio Caraíva para buscar o mastro que simboliza a celebração das festas tradicionais do vilarejo. Ele é decorado e erguido no Dia de Reis, em 6 de janeiro, e brilha ainda na grande celebração de 20 de janeiro, em homenagem a São Sebastião, padroeiro da Vila de Caraíva. A derrubada do mastro, no São João, é um evento esperado pela comunidade e simboliza o encerramento de um ciclo das tradicionais celebrações do vilarejo.

A comunidade indígena também marca presença na tradicional Festa de São João de Caraíva, com a apresentação musical dos Marujos Pataxó, sambadores e sambadeiras da Aldeia-mãe de Barra Velha, na abertura da noite do dia 22 de junho. Haverá também uma cerimônia Awê, com cantos e ritos indígenas do povo Pataxó. Mais informações podem ser encontradas no perfil do evento no Instagram.

Alô Alô Bahia no seu WhatsApp! Inscreva-se

Compartilhe