CNJ e Uber assinam acordo para combater violência contra mulheres

CNJ e Uber assinam acordo para combater violência contra mulheres

Redação Alô Alô Bahia

redacao@aloalobahia.com

Redação

Uber/Divulgação

Publicado em 20/06/2024 às 08:23 / Leia em 1 minutos

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) assinou, nesta quarta-feira (19), um acordo de cooperação com a plataforma Uber para combater a violência contra as mulheres durante as viagens promovidas pelos motoristas do aplicativo. Pelo acordo, a plataforma implantará o Programa Sinal Vermelho, lançado em 2021, no qual as mulheres poderão denunciar situações de violência.

Com o sinal de um X desenhado na palma da mão, pintado com batom ou tinta de caneta, as vítimas poderão sinalizar a situação de vulnerabilidade e pedir ajuda de maneira discreta aos motoristas, que poderão acionar a polícia.

Até o momento, mais de 15 mil estabelecimentos comerciais e órgãos públicos são parceiros do programa. Em 2021, uma lei garantiu a expansão do programa para o todo o país. A iniciativa foi implantada incialmente pela Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB).

Alô Alô Bahia no seu WhatsApp! Inscreva-se

Compartilhe