Notas


14 Nov 2017

IX Jornada de Dança encerra atividades com ocupação infantil no Palacete das Artes e dobradinha de espetáculos no TCA

IX Jornada de Dança encerra atividades com ocupação infantil no Palacete das Artes e dobradinha de espetáculos no TCAJornada de Dança da Bahia promove amanhã, dia 15 de novembro, uma série de atividades gratuitas e voltadas ao público infantil, além de encerrar sua nona edição com dupla sessão de obras coreográficas no Teatro Castro Alves (TCA). No Palacete das Artes (Graça), o feriado começa às 15h, com a Oficina de Musicalização, ministrada por Gabriel Macêdo e Caroline de Jesus (BA). Os trabalhos são voltados para bebês a partir de três meses e crianças de até 12 anos, que vão se divertir com músicas de roda, muitas histórias e instrumentos.  
 
Em seguida, às 16h30, também no Palacete das Artes, é hora de um espetáculo voltado para crianças de 6 a 10 anos: Pequenices: minipeça viajante de dança, de Fernanda Bertoncello Boff (RS). O tema “viagem” é o mote da narrativa, que se desenvolve como um jogo, convidando as crianças a “viajar nessa dança”. Às 17h30, O Vilarejo de Blacksbird (Prólogo), da Katharsis Cia. de Dança (BA), explora o imaginário numa história desenrolada num vilarejo, tocando em temas relacionados ao cotidiano de uma família conflituosa e usando o contemporary jazz como forma de expressão. Toda a grade de atrações é gratuita. 
 
Já às 20h, no Teatro Castro Alves, a bailarina Lori Belilove (EUA) e a Contemporânea Ensemble (BA) abrem a noite com Impressões da Rússia, obra que apresenta coreografias da americana Isadora Duncan, remontadas durante residência artística. Na sequência, alunos da Escola Contemporânea de Dança sobem ao palco principal com A Jornada do Quixote, inspirado no livro D. Quijote de La Mancha, do espanhol Miguel de Cervantes. Os ingressos variam entre R$ 20 e R$ 70.   


Promovida por Fátima Suarez e sua Escola Contemporânea de Dança, a IX Jornada de Dança da Bahia explorou, em 2017, o tema Todo artista é uma revolucionário. O evento tem patrocínio da Termonorte, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura, com realização do Ministério da Cultura (MinC).
 
Foto: Divulgação. Siga o insta @sitealoalobahia