Dicas


27 Fev 2013

STJ, mais uma vez, adia julgamento da disputa entre Odebrecht e Grandin

STJ, mais uma vez, adia julgamento da disputa entre Odebrecht e Grandin

 A 4ª Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) adiou novamente o julgamento da disputa bilionária entre as famílias Gradin e Odebrecht. O julgamento foi adiado com um pedido de vista do ministro Raul Araújo. As famílias disputam ações da Odbinv, que controla a Odebrecht S.A. A Kieppe Participações, da família Odebrecht, e a Graal Participações, dos Gradin, disputam o direito a compra de 20,6% das ações, avaliados pela Kieppe em R$ 3 bilhões. Os Gradin consideram que as ações valem bem mais. Até o momento, o único voto proferido foi o da relatora do caso, ministra Maria Isabel Gallotti, que é favorável à Kieppe.

O ministro Luis Felipe Salomão, que havia pedido vista do caso, logo após se declarou impedido de julgar, pois seu filho, engenheiro naval, tornou se funcionário da Odebrecht em janeiro deste ano. Os Gradin acreditam que a Odebrecht está promovendo uma “guerrilha antiarbitral” ao discutir se a disputa será por meio de arbitragem ou pelo Judiciário no STJ, uma vez que a Kieppe ingressou com mais de 20 recursos até o caso chegar ao Tribunal Superior. Os detentores da Kieppe, por sua vez, afirma que estão apenas cumprindo o contrato entre os sócios. Em primeira e segunda instância, o direito invocado pela Graal foi reconhecido. A Kieppe recorreu ao STJ. Ainda não foi estabelecida uma nova data para o julgamento.

Fonte:BahiaNoticias – Foto:Reprodução.